NOVO PRESIDENTE DO TJ QUER APROXIMAçãO COM SOCIEDADE DE MT
20.12.2018

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) realizou, na tarde desta quarta-feira (19 de dezembro), sessão solene de posse da nova diretoria do Poder Judiciário de Mato Grosso para o biênio 2019/2020. Com 33 anos de magistratura, o desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha assumiu o cargo de presidente do Tribunal de Justiça e passará a gerir, a partir de 1º de janeiro de 2019, o Poder Judiciário estadual.

Também tomaram posse os desembargadores Maria Helena Gargaglione Póvoas, no cargo de vice-presidente, e Luiz Ferreira da Silva, na função de corregedor-geral da Justiça. O evento foi realizado no Plenário 1 do TJMT, na sede do Palácio da Justiça.

A cerimônia teve início com a execução do Hino Nacional, executado pelo Grupo Camerata. Na sequência, foi apresentado um vídeo institucional com os principais feitos da gestão 2017/2018, presidida pelo desembargador Rui Ramos. Em seu pronunciamento, o magistrado destacou duas lições que pôde tirar dessa trajetória: austeridade em suas ações e grandeza de alma com os que são dignos de piedade. “Desde quando – já vai para dois anos – assumi a missão com que meus pares me agraciaram, traçamos um caminho à base do comprometimento com a Instituição, o que passava a acarretar dedicação absoluta durante esse período. As conquistas havidas, estas resultam de muito esforço coletivo. Na esteira daquilo a que alude Rui Barbosa, plantamos a semente do carvalho para o abrigo do futuro”, salientou.

Rui Ramos destacou o trabalho diuturno e dedicado das desembargadoras Marilsen Addario e Maria Aparecida Ribeiro, que juntamente com ele compuseram a gestão 2017/2018. “Posso lhes afiançar: a probidade caracteriza uma e outra. Vossas Excelências, nobres pelo cargo que ocuparam, preferiram notabilizar-se pela competência”, asseverou, sem deixar de agradecer ao empenho de cada servidor e juiz que integram a instituição. Aos novos dirigentes, desejou votos de sucesso. “Que os Céus, acolitando seus passos, sejam luz e bênção. Fecundas realizações no período que se abre neste primeiro de janeiro”.

Na sequência, o desembargador Carlos Alberto firmou compromisso legal estabelecido no Regimento Interno do TJMT, de desempenhar com honra e dignidade as funções do cargo, zelando pelos interesses da instituição, cumprindo e fazendo cumprir a Constituição e as leis. Em seguida, foi convidado a assumir a Presidência da Corte. Devidamente empossado, o novo presidente conduziu o restante da solenidade, dando posse à vice-presidente e ao corregedor-geral da justiça. As duas autoridades também firmaram compromisso legal de desempenhar com honra e dignidade as funções do cargo.

Logo após a apresentação da música Carinhoso, fez uso da palavra o desembargador Marcos Machado, a fim de saudar os novos dirigentes. “Os novos dirigentes são conhecedores do ordenamento jurídico, detém larga experiência forense, forjados em crises e conflitos, e estão mais do que preparados para desafios de qualquer envergadura e natureza, sobretudo por temerem a Deus, tendo a famílias suas raízes e horizontes. Depositamos neste Conselho da Magistratura confiança e esperança numa magistratura respeitada, composta de juízes valorizados material e moralmente; numa jurisdição de primeiro grau acessível e eficiente; num tribunal resolutivo, sem casuísmos, incertezas, pessoalidade; em tratamento isonômico a juízes e servidores”, afirmou o magistrado.

Em seu pronunciamento de posse, o novo presidente do TJMT, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, destacou os principais desafios para o biênio que se aproxima: celeridade na prestação jurisdicional, melhoria da infraestrutura, atuação institucional, inovação e aproximação com a sociedade. “Compartilho o anseio social por melhorias na qualidade dos serviços públicos, o que nos levou a impor, como meta de nossa gestão, alcançar a tão sonhada celeridade processual, sem perda das garantias do devido processo legal, do amplo direito de defesa e da garantia do contraditório. A gestão que se iniciará em 1º de janeiro próximo, tenham certeza, buscará superar toda e qualquer amarra que impede o Poder Judiciário Mato-Grossense de chegar a todos os jurisdicionados, independente da distância que estejam desta sede. Não haverá casulo que nos impeça de promover a justiça e atender os anseios da sociedade”, assegurou.

Conforme o magistrado, é tempo de assegurar a Justiça em movimento, acessível, célere e eficiente, como relata o slogan da nova gestão. “Ciente de que o futuro já chegou, o Poder Judiciário está em transformação. As mudanças a nós impostas nos forçam a navegar por novos mares, porque quando parecia que todos os mares já tinham sido descobertos, se exige um novo olhar para velhos problemas. A palavra é inovação. Inovação não apenas na esfera da tecnologia da informação, mas nos processos de trabalho, na reorganização da rotina e, em especial, na ampliação do diálogo com a sociedade”, complementou.

Ao final, o magistrado – cercado pela esposa e pelos netos - rendeu agradecimentos à família. “As palavras são insuficientes para descrever, adequadamente, o quão imprescindível tem se mostrado, durante todos os momentos de minha vida, o apoio, a compreensão e as palavras de encorajamento. Agradeço a todos vocês pela paciência, solidariedade, amor e resignação em razão de minhas ausências nos longos períodos em que me dedico ao Poder Judiciário. A vocês, a minha eterna gratidão e meu inquebrantável amor”.

A solenidade foi encerrada pela apresentação do Hino do Estado de Mato Grosso, apresentado pelo grupo musical.

Também fizeram uso da palavra o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso, Leonardo Pio da Silva Campos, e o procurador-geral de Justiça, Mauro Benedito Pouso Curvo. Prestigiaram a solenidade o governador do Estado, Pedro Taques; o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho; e diversas outras autoridades, como o desembargador Geraldo Domingos Coelho, representando o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais; a desembargadora aposentada Shelma Lombardi de Kato; o governador eleito Mauro Mendes; o senador eleito Jayme Campos; a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos; deputados estaduais; secretários de Estado; membros do Ministério Público e da Defensoria Pública; magistrados; advogados e servidores, entre outros.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade