DEPUTADOS ELEITOS PARTICIPAM DE PROTESTO NA ASSEMBLEIA
22.01.2019

Os servidores públicos estaduais ocuparam há pouco a Assembléia Legislativa para impedir as sessões extraordinárias que estava prevista para acontecer nesta terça-feira, 22, para votar a reforma administrativa, que segundo os servidores públicos desfinanciaria as políticas publicas, concentraria poder, além de congelar os salários dos servidores.

A sessão estava prevista para às 17h, no entanto a Assembléia ainda não se pronunciou se haverá por conta da ocupação.

Para Edna Sampaio, vice-presidente da Associação dos Docentes da Unemat (Adunemat), os servidores ocuparam o interior da Assembleia para impedir que os deputados que nao foram reeleitos votem os projetos que vão mudar o futuro do Estado de Mato Grosso,

O deputado eleito Lúdio Cabral (PT) se pronunciou na bancada do plenário a favor da ocupação e reafirmou que “trata-se de uma ocupação legítima, ainda com seu apoio para seguir na luta. Os deputados eleitos João Batista (PROS) e Thiago Silva (MDB), além da deputada reeleita Janaína Riva (MDB) também se fizeram presentes no plenário da Assembleia.

Estão ocupados pelos servidores, o plenário, o interior da Assembleia, o saguão e o pátio externo. Em vídeo, os servidores reforçam se tratar de uma ocupação pacífica e convocam todos os servidores a irem para Assembleia para fortalecer o movimento de ocupação e resistencia contra um possível desmonte que Mauro Mendes fará ao Estado. 

Neste momento, os os sindicatos e o fórum Sindical estão reunidos para definição das pautas da ocupação, para então apresenta-las ao presidente da Assembléia, o deputado Botelho. A ocupação não tem data prevista para término, mas os Sindicatos marcaram a entrevista coletiva para imprensa ás 17h, na Assembléia Legislativa.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade