INAUGURADO Há DOIS ANOS, MEMORIAL RONDON ESTá ABANDONADO
28.01.2019

Inaugurado há dois anos, o Memorial Rondon, no Distrito de Mimoso, em Santo Antônio de Leverger (a 35 km de Cuiabá), padece devido à estrutura deteriorada. Segundo relatos de moradores, janelas empenadas, problemas na instalação elétrica e hidráulica, além do lixo espalhado, fazem o local parecer abandonado. Desde a sua inauguração, o memorial nunca chegou a funcionar.

 

O prédio custou R$ 3 milhões para ser construído e conta com dois andares, distribuídos em 5 mil m² de área construída.

 

A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec), que é responsável pela obra atualmente, informou que não há previsão para que o local seja aberto ao público.

 

De acordo com a assessoria, uma agenda de reuniões foi montada junto às secretarias de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur) e de Cultura (SEC) para definir o futuro do local. O objetivo é unir as pastas para uma saída viável para a gestão do Memorial Rondon.

 

A pasta informou ainda que há previsão de construção de uma plataforma elevada para garantir a acessibilidade dos visitantes. Porém, prazos de conclusão e abertura só serão definidos após as reuniões.

 

Questionada sobre a situação de abandono do local, a assessoria informou que desde que foi inaugurado, o memorial nunca passou por reformas ou manutenção.

 

Memorial Rondon

 

A construção leva o nome do Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon. Em 1865, o militar nasceu naquela região e ganhou fama internacional pelos seus feitos. Rondon foi patrono das comunicações e responsável pela demarcação de terras no Brasil.

 

O militar também idealizou o Parque Nacional do Xingu. O memorial foi construído para imortalizar o legado de Rondon.

 

O prédio em forma de oca foi construído no meio do Pantanal e foi projetado para ser um marco histórico, além de atrativo turístico para a região.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade