PREFEITURA DE CUIABá FIRMA CONTRATO DE R$ 322,5 MIL E GARANTE SOBREVIDA DA SANTA CASA DA MISERICóRDIA
27.05.2014

Prefeitura de Cuiabá firma contrato de R$ 322,5 mil e garante sobrevida da Santa Casa da Misericórdia

Um contrato no valor de R$ 322,5 mil entre a Prefeitura de Cuiabá e a Santa Casa da Misericórdia, assinado nesta segunda-feira (26), garantirá uma ‘sobrevida‘ a unidade de saúde, que até o último final de semana tentava se manter com um déficit de R$ 700 mil mensais e estava prestes a fechar as portas, conforme Olhar Direto antecipou com exclusividade. A Santa Casa presta serviços à saúde do Estado há quase 200 anos.

O contrato assinado garante 30 leitos de retaguarda com a Santa Casa de Misericórdia que irão auxiliar no atendimento de pacientes provenientes do Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá. Com essa medida, o prefeito Mauro Mendes tenta desafogar um pouco os corredores do PSMC, que neste domingo ilustrou o drama da saúde pública em uma reportagem do Fantástico.

Além do contrato efetuado junto a Prefeitura de Cuiabá, a unidade de saúde conseguiu receber também nesta segunda o pagamento do valor correspondente aos serviços das Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), que estavam atrasados há um mês.

“O Governo do Estado pagou hoje a Prefeitura de Cuiabá o valor correspondente ao das UTIs, R$ 378 mil, do mês passado”, afirmou o presidente da Santa Casa da Misericórdia, Antônio D‘Oliveira Gonçalves Preza.

Há um ano a frente da gestão do hospital e 35 anos atuando como médico pediatra, Preza, relatou que as dificuldades enfrentadas pela Santa Casa são históricas. “Setenta por cento das Santas Casas do país trabalham com dificuldades financeiras, pois não visam lucro”, lembra o presidente ao destacar que cerca de 90% dos atendimentos da unidade são realizados por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

“O custo de um paciente pago pelo SUS não cobre os gastos do hospital, por isso dependemos de doações e repasses do governo para nos manter”, frisa. Além da reunião com Mauro Mendes, Preza conseguiu ser recebido nesta tarde pelo Secretario de Saúde do Estado, Jorge Lafetá, que prometeu que na próxima quinta-feira (29) dará encaminhamento ao pedido de ajuda feito pelo presidente da Santa Casa.

Com 197 anos de existência, anualmente a Santa Casa realiza mais de 7.500 cirurgias e dispõe de mais de 200 leitos. Com um corpo de quase 660 funcionários, o hospital tem dificuldade em manter seus salários, cuja folha de pagamento custa cerca de R$ 1,3 milhão.

A Santa Casa conta hoje com mais de 20 especialidades e possui o maior centro pediátrico do Estado. A unidade possui oncologia infantil, cardiologia, gastroenterologia, nefrologia com hemodiálise, neurologia, infectologia, cirurgia geral, clínica médica e Pronto-Atendimento Infantil.

Ajuda

A instituição conta hoje com o apoio de pessoas e algumas associações, porém a o número de colaboradores ainda não é suficiente para manter ‘viva’ a unidade. Os interessados em contribuir podem entrar realizar deposito na conta da Santa Casa cujo o banco é Sicoob/Coopertec agência 4240-4 e conta corrente de número 91.000-7.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade