24 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

CIDADES Terça-feira, 22 de Novembro de 2022, 15:19 - A | A

Terça-feira, 22 de Novembro de 2022, 15h:19 - A | A

AVENTURA, TURISMO E MEIO AMBIENTE

Hazama dá largada à edição histórica do Rally Ecológico 2022 no Paço Municipal

Redação

O ronco dos motores rompeu hoje (19) a pacata rotina de um sábado de manhã no Paço Municipal Couto Magalhães, sede da prefeitura de Várzea Grande. Pela primeira vez, o acesso principal do local foi escolhido como ponto de partida para realização de uma competição automotiva.  O vice-prefeito de Várzea Grande, José Hazama e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo, Charles Caetano Rosa, deram a largada da edição histórica do Rally Ecológico, que em 2022 completa 20 anos.

A concentração e a largada foram realizadas dentro do Paço Municipal, de onde saíram 80 veículos entre motos, carros de passeio, utilitários, SUVs e caminhonetes. No mapa de navegação dos competidores uma rota de tirar o fôlego: Várzea Grande rumo ao Pantanal mato-grossense.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

A Estrada-Parque, que corta a maior planície alagável do Planeta, recebeu pela primeira vez a maior prova de regularidade de Mato Grosso.

Essa edição contou com apoio da prefeitura municipal de Várzea Grande, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo, de Comunicação, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, de Saúde, de Educação e de Defesa Social, essa última reforçou a presença dos Guardas Municipais nas imediações do Paço, orientando o trânsito durante a largada dos participantes.

Representando o prefeito Kalil Baracat, o vice-prefeito José Hazama destacou a importância social do Rally, já que deixa como legado a conscientização sobre a necessidade de preservação do meio ambiente, com o cultivo de árvores nativas e distribuição de cestas básicas. “É um evento para a família, consegue reunir aventura, diversão, lazer, fomenta o turismo e a gastronomia, sem perder seu caráter social, pelo bem comum. Nós nos sentimos honrados em poder ser a sede dessa edição que marca os 20 anos do Rally Ecológico. A primeira edição também teve como ponto de partida Várzea Grande e hoje estamos aqui novamente participando desse grandioso evento como é o Rally “.

Ainda como pontuou Hazama, a gestão do prefeito Kalil prioriza o esporte e tudo que possa entreter a família várzea-grandense. “Prova disso são os investimentos em cultura e lazer, por meio da construção, reforma e revitalização de praças, quadras poliesportivas, miniestádios e áreas verdes., por exemplo. Várzea Grande deu todo o apoio, desde as primeiras reuniões técnicas até a largada de hoje. As mudas, que acabaram de ser plantadas aqui no entorno do Paço Municipal, são do viveiro municipal, criado e mantido pela secretaria de Meio Ambiente, dentro do Parque Ecológico Bernardo Berneck”. As mudas plantadas pelo vice-prefeito, pelo secretário e pelos organizadores do Rally Ecológico foram de espécies nativas, ipês amarelos e rosas, árvores que já dominam a paisagem da sede administrativa da prefeitura.

O presidente do Sportsmotor Clube de Automobilismo e diretor geral do Rally Ecológico, Luiz Galvan, lembrou na abertura do evento que o primeiro Rally Ecológico teve a largada realizada no local onde hoje é o Várzea Grande Shopping, na época um terreno baldio, no dia 15 de novembro de 2002. “De lá pra cá o evento se consolidou. Agradecemos o apoio do prefeito Kalil Baracat e de toda sua gestão, aliás, o apoio da prefeitura de Várzea Grande, por mais esse ano, foi fundamental para o sucesso do evento”, disse.

Galvan frisou ainda que além de apoio, Várzea Grande tem posição estratégica para a rota que foi definida para essa competição que tem como ponto final o Pantanal. “Por aqui, saímos pela Praia Grande e seguimos rumo ao Pantanal. Para competições como essas, quanto menos área urbana for percorrida, melhor”.

Galvan fez questão de dizer que é um várzea-grandense de coração há mais de 40 anos. Tem empresa e mora na cidade. “Eu amo essa cidade”. Para a próxima edição, o Sportmotor Clube de Automobilismo vai inovar de novo, como anunciou Galvan: “Não sei o local da largada, mas será uma edição noturna, o Rally Ecológico da Meia Noite”.

De acordo com os organizadores, em 20 anos mais de meio milhão de mudas já foram plantadas e nesse mês a organização doou 150 cestas básicas à secretaria municipal de Assistência Social.

O secretário Charles lembrou que a história volta ao princípio, com Várzea Grande reunindo dezenas de competidores para mais uma edição. “O Rally Ecológico deixa como legado árvores plantadas por onde passa, desperta a conscientização ambiental e esse aprendizado se multiplica dentro de casa. Vemos aqui hoje famílias inteiras participando, crianças e jovens que com certeza vão querer cultivar uma árvore, cuidar dela e cobrar que os outros também preservem”.

Ele destaca ainda que o Rally Ecológico tem como meta promover a conscientização ambiental. “As principais lideranças do planeta estão lá no Egito, na 27ª conferência do clima da Organização das Nações Unidas, discutindo exatamente ações efetivas para promover a preservação do meio ambiente por meio da redução das emissões de gases de efeito estufa e do desmatamento ilegal. E aqui estamos fazendo nossa parte para conscientizar, preservar e combater as queimadas que tanto judiaram do nosso Pantanal nos últimos anos”.

Além do carácter ambiental, Charles aponta ainda que ao ser sede de uma competição como essa que reúne ‘ralizeiros’ de outras cidades de Mato Grosso e a mídia nacional especializada, Várzea Grande entra no radar, passa a ser vista por seus atrativos culturais, de tradição secular, e especialmente, abre todo seu potencial turístico e gastronômico. É uma oportunidade ímpar de colocar Várzea Grande na mídia, nos holofotes. O turismo é uma indústria limpa, gera empregos, renda e desenvolve o seu entorno”.

Para essa edição se inscreveram ‘ralizeiros’ de Tangará da Serra, São José dos Quatro Marcos, Lucas do Rio Verde, Campo Verde e de Sorriso.

E também de forma inédita, o Município esteve representado por servidores da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo, na categoria Turismo, 4x4, com três carros participantes e sete servidores. Aceitaram o convite à aventura: Charles Caetano (secretário), Taiza Akerley (superintendente de Turismo), Odilson Nepomunceno (gerente), Pollyana Oliveira (jurídico), Luciane Siva (secretaria geral), Lorhayne Galibert (coordenadora financeiro) e Júnior Nunes (tecnologia da secretaria).

O RALLY - O grid de largada contou com 80 competidores divididos entre as categorias 4x4, Expedition, Turismo 4x2, Motos e Big-Trail. A prova teve percurso de 160 Km, saindo de Várzea Grande, passando pela região de Nossa Senhora do Livramento, Poconé, até o Hotel Mato Grosso Pantanal, as margens do Rio Pixaim, na Transpantaneira.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image