28 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

CIDADES Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2022, 10:10 - A | A

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2022, 10h:10 - A | A

LEVANTAMENTO

Mato Grosso registra 8 milhões de raios em 90 dias, 60% a mais do que o mesmo período no ano passado

Energisa usa os dados para preparar equipes e vai ter esquema de atenção para Natal e Réveillon por causa da previsão de chuva forte.

Redação

Dados do painel de monitoramento do clima contratado para dar suporte ao trabalho da Energisa, mostram que Mato Grosso teve nos últimos 90 dias, de setembro a novembro, oito milhões de raios registrados. Os números mostram um aumento de 60% em relação ao mesmo período de 2021. De acordo com a meteorologista Ana Paula Paes, que presta consultoria à concessionária, a alta incidência de descargas tem relação com choque de massas de ar quente com a umidade vinda do norte do país, gerando chuva forte principalmente no interior do estado.

"O aumento do número de descargas atmosféricas na região de Mato Grosso é comum nesta época do ano, devido a atuação de sistemas meteorológicos que favorecem a formação de nuvens na região, como a ZCAS (Zona de Convergência do Atlântico Sul)”, detalhou Ana Paula Paes.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

A meteorologista explica ainda que há previsão de tempo instável, com altas temperaturas a partir da próxima semana, mas também com chuva forte ao fim dia. Há risco de alagamentos.

“A tendência indica que a convergência de umidade e consequentemente a chuva acompanhada de descargas atmosféricas deve permanecer na região neste final de ano, entre o Natal e o Réveillon", acrescentou a especialista.

Energisa mantém estado de atenção durante as festas

Por causa da previsão, a Energisa vai atuar em estado de atenção e força máxima de trabalho durante as festas de fim de ano. “Todos os dados do clima trazidos por ferramentas tecnológicas, ajudam muito no trabalho da distribuidora porque a gente consegue identificar onde precisa ficar de sobreaviso. Nossas redes estão cada vez mais robustas, mas ainda assim são impactadas. Um dado positivo é que mesmo com o aumento dos temporais e descargas, o tempo que o nosso cliente fica sem energia está despencando. A queda em 2022 já é de 31% entre setembro e novembro quando comparado com o mesmo período do ano passado”, comentou José Nelson Quadrado, gerente de operações da Energisa.

Os dados do clima ficam disponíveis no Centro de Operações Integrado, em Cuiabá, que já monitora em tempo real focos de queimadas e recebe ao vivo imagens de regiões estratégicas, como o Pantanal. A maior preocupação hoje é com a área rural que tem zonas de atoleiro. Há trechos em que os caminhões da empresa só estão passando com o apoio de tratores.

“Nossas equipes estão reforçadas e há ainda uma preocupação com a segurança dos nossos colaboradores e clientes. Havendo descarga elétrica ou chuva forte, é preciso ter ainda mais atenção com a rede elétrica, evitando acidentes. Se você viu cabo partido, estruturas de energia derrubadas pelo vento, isole a área e nunca toque nos fios”, destacou José Nelson.

Em caso de urgência, entre em contato a Energisa pelo aplicativo Energisa On, pelo site www.energisa.com.br, pelo Call Center 0800 646 4196 ou pela Gisa (65) 99999-7974.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image