19 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

CIDADES Terça-feira, 24 de Setembro de 2019, 14:48 - A | A

Terça-feira, 24 de Setembro de 2019, 14h:48 - A | A

SOCIAL

Mobilização de cidadania em aldeia indígena segue até o final deste mês

Setasc-MT

 

Continuam até o final do mês as ações de cidadania e de assistência social na aldeia indígena Halataikwa, da etnia Enawenê-nawê, localizada entre os municípios de Juína, Comodoro e Sapezal, na região noroeste de Mato Grosso. A iniciativa, que atende a um pedido feito pelos próprios índios ao governado Mauro Mendes, faz parte do Programa Ser Indígena, idealizado pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, e é executado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT), sob o comando de Rosamaria Carvalho. A ação, que começou no dia 9 de setembro, seguirá até o dia 28.

Entre os dias 9 e 20 de setembro foram confeccionadas 139 Carteiras de Trabalho, 467 primeiras vias do Registro Geral e 300 CPFs. Foram feitos ainda 94 segundas vias de RGs, 76 de CPFs e quatro Certidões de Nascimento. Ao total, foram tiradas 3.051 fotos 3x4 para a confecção dos documentos.  Além de viabilizar a documentação, a ação promoveu assistência a saúde para os indígenas.

 

Na última semana de mobilização, o Tribunal Regional Eleitoral viabilizou aos índios o Título Eleitoral. O Cartório Eleitoral de Comodoro, da 61ª Zona Eleitoral, realizou 18 revisões biometria/cadastro, 17 alistamentos (novos eleitores), e 22 transferências de títulos. Já o Cartório Eleitoral de Juína concluiu 16 novos cadastros. A meta inicial dos cartórios eram 107 biometrias em Comodoro e 203 em Juína.

Em mais um pedido atendido pelo Governo do Estado, cerca de 30 índios participaram de um curso de brigada de incêndio. As aulas foram ministradas em três dias e divididas em teóricas e práticas. Os módulos trabalhados foram: atendimento pré-hospitalar básico, combate à incêndio básico, ordem unida, treinamento físico militar e instrução de cidadania. O grupo de instrutores faz parte do 14° CIBM de Juína, pertencente ao Comando Regional VI de Tangará da Serra e comandado pelo coronel Abadio José da Cunha Júnior, que também coordena toda parte de estrutura e logística da ação.

 

Também foram doados 450 brinquedos, recebidos por meio de doação, e kits escolares para as crianças da aldeia. Os índios também receberam mil cobertores do Programa Aconchego, que foram reservados exclusivamente para atender essa demanda.

A secretária adjunta da Cidadania e Inclusão Socioprodutiva da Setasc, Rosineide Porcionato, que acompanha a ação desde o começo, conta que as mulheres da aldeia receberam de presente chinelos, xampus, escovas de dente, lixas de unha e esmaltes. “Elas já utilizavam esmaltes, falamos também da importância da higiene pessoal, principalmente das crianças”. Ela destaca que apesar da distancia e das dificuldades de logística, a iniciativa promoveu um bem estar a todos os envolvidos. "Desde o começo da ação fomos bem muito bem recebidos pelos índios e fazendo um balanço desta ação, entendemos que estamos levando mais ensinamentos de vida do que deixamos a eles”. 

 

São parceiros da ação: Fundação Nacional do Índio (Funai), Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), Secretaria de Estado de Saúde, Casa Civil, Empaer, Polícia Federal, Polícia Militar, Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil, Politec, Receita Federal, Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro, Ministério Público Federal, Projeto Justiça Comunitária, Tribunal de Justiça, Fórum e prefeituras de Brasnorte, Juína e Comodoro.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image