15 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

ENTREVISTA DA SEMANA Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2023, 11:26 - A | A

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2023, 11h:26 - A | A

BETO DOIS A UM

“Acredito que a política é uma forma de ajudar as pessoas, essa é a minha motivação”

Redação

Alberto Machado, porém, mais conhecido como Beto Dois a Um, deputado estadual do partido PSB, foi eleito em 2022 com mais de 26.400 votos. Foi secretário municipal na gestão do então prefeito Mauro Mendes, secretário-chefe de Gabinete do Governo e secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, ambos os cargos na atual gestão Mauro Mendes. Seu perfil é de entregas e resultados. Pensa sempre em descomplicar, desburocratizar, facilitar e, principalmente, ouvir as pessoas, prestar atenção às prioridades. Em uma conversa com a equipe do jornal Centro Oeste Popular, o parlamentar Beto Dois a Um, contou um pouco sobre as suas expectativas para o próximo ano de 2024, e sobre a eleição municipal que vem movimentando o meio político. O deputado estadual ainda avaliou como sendo prejudicial para o partido a possível filiação de mais um vereador de mandato no grupo, assim afetando diretamente a formação de chapas para as eleições municipais do próximo ano. Confira!

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

CENTRO OESTE POPULAR - O senhor promoveu um encontro com mais de 170 agentes políticos de Mato Grosso, para participarem do Workshop “Planejamento e comunicação para campanhas”, com analisa a importância desse evento?

Deputado Beto Dois a Um - Durante as eleições, contei com o apoio de muitos e agora é minha vez de oferecer suporte. Acredito na capacitação da minha equipe, trazendo especialistas como Marcelo Vitorino e Mariana Bonjour. Essa reunião, realizada no Cine Teatro, é a primeira de muitas planejadas para abordar diferentes temas e regiões. O objetivo é preparar todos que estiveram comigo para as próximas eleições garantindo que estejam bem qualificados. Marcelo Vitorino destacou a singularidade dessa iniciativa fora do período eleitoral. Na minha fala de abertura, reforcei meu compromisso em qualificar minha equipe para que sejamos fortes nas eleições, com profissionais da cultura e do esporte bem preparados para concorrer. Essa minha visão se desenvolve desde os tempos de candidato e secretário municipal. Sempre percebi que a cultura e o esporte enfrentam desafios para se expressar politicamente. Na política, onde essas questões são decididas, é crucial ter representantes desses setores. Na minha opinião, isso torna o debate mais robusto e verdadeiro. As assembleias estaduais e câmaras municipais são os lugares ideais para discutir essas questões. Ter mais representantes da cultura e do esporte no poder público significa maior influência e argumentação nessas discussões. Estou focado em fortalecer minha equipe, oferecendo treinamento em marketing, direito, eleições e contabilidade. Quero motivar e inspirar os profissionais da cultura e do esporte, e encorajar aqueles que se sentem prontos a fazer a diferença. Realizei uma reunião recente do Fórum Estadual de Cultura, destacando a importância de fortalecer esse setor. É essencial envolver os profissionais da cultura e do esporte no processo eleitoral, mas não apenas ele .

COPopular - Com as eleições municipais chegando, como o senhor analisa os nomes já citados nas mídias para ser o próximo prefeito da capital matogrossense? Botelho pretende concorrer à vaga da prefeitura de Cuiabá, e FábioGarcia é a preferência do governador Mauro Mendes, como vê esse empasse dos dois? Já tem a sua preferência?

Beto Dois a Um - Aprendi muitas coisas com o governador Mauro Mendes, mas uma delas eu quero frisar aqui: o resultado vale mais que politicagem. Se você trabalha e muda a vida das pessoas, o resulto é maior do que qualquer outra coisa. A reeleição do governador mostra que a população está entendendo isso, ainda que existam casos esporádicos que contradigam isso. É muito cedo para falar disso, nós não temos nenhuma candidatura oficialmente posta. Temos Fabio Garcia e Botelho, ambos do mesmo partido. Tem Rosa Neide e Lúdio, também do mesmo partido. Aí o Abílio quer ser candidato, mas o Chico 2000, que é o presidente da Câmara e do mesmo partido que ele também quer. O Stopa que quer ser o candidato do Emanuel, mas ele é do PV que tá federado com PT do Lúdio e da Rosa Neide, só um pode encabeçar. Acho que ainda faltam, alguns ajustes. Espero muito que o próximo prefeito da Capital seja alguém do nosso grupo, que pense em política focada em resultados para a população. Precisamos de mudanças de ação, independente do nome. A política precisa disso. Acredito que deve vencer a eleição quem tiver a coragem de fazer os enfrentamentos, até porque o próximo prefeito vai assumir com pelo menos R$ 2 bilhões de dívidas e se não fizer esses enfrentamentos e enxugar a máquina, pode ter sérias dificuldades. Tudo isso precisa de coragem, não tenho dúvidas que o Governo do Estado, a Assembleia Legislativa e eu como deputado estadual estaremos ao lado do prefeito que for eleito se ele estiver comprometido com Cuiabá.

COPopular - Como o senhor avalia a gestão Emanuel Pinheiro, que teve dois mantados para administrar a prefeitura?

Beto Dois a Um - Para responder isso vou citar o caso da intervenção na saúde de Cuiabá. Convivo com o governador Mauro Mendes e o que eu vi é que de forma nenhuma ele queria que a intervenção fosse necessária. Se for pensar, ele já tem 141 municípios para atender. A intervenção foi uma determinação da Justiça, provocada pelo MP e o governador teve que fazer. Como que se tem tranquilidade em fazer um convênio que você não tem certeza se o recurso vai chegar? Já são 19 operações policiais. Torço e acredito muito que Cuiabá consiga fazer mudanças no ano que vem, porque aí teremos mais esperança.

COPopular- Quais serão os seus próximos projetos políticos para 2024?

Beto Dois a Um - Eu acredito que a política é uma forma de ajudar as pessoas, essa é minha motivação para trabalhar. Quando me perguntam como está sendo essa experiência na Assembleia, eu falo que nasci pra isso e vejo que podemos construir muita coisa boa pela frente. Ao longo desse ano, pude conhecer algumas demandas que existem nos municípios. Disso isso porque tenho orgulho de ser o deputado do esporte  da cultura, mas nesse cargo sei a responsabilidade é grande e quero ajudar mais nas demandas da educação, da saúde e do empreendedorismo nos municípios, até porque é no município que as coisas acontecem. Claro que o trabalho com o setor cultura segue firme e forte, temos a Câmara Setorial Temática da Cultura que vai ajudar a elaborar políticas públicas eficientes e teremos muitas conquistas para 2024.

COPopular- Como o senhor analisa a possibilidade de possível filiação de mais um vereador de mandato no grupo, afetando diretamente a formação de chapas para as eleições municipais do próximo ano?

Beto Dois a Um - Nenhuma [possibilidade]. Não estou sabendo desses rumores correlação à Michelly e Dilemário, mas é um problema do União Brasil. O PSB está correndo para montar chapas, nós temos dois vereadores de mandato e estamos construindo uma chapa, mas não imagino um formato que a gente agregue mais um vereador de mandato. Não entendo que há [espaço]. Nós temos vereadores de mandato e acho muito complicado. Não imagino e nem foi debatido. Eu imagino que complicaria. Entendo que os pré - candidatos, sem mandato, avaliariam que uma chapa com 2 ou 3 vereadores [seria prejudicial]. As pessoas ofuscam, o pessoal corre longe de uma chapa pesada.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image