14 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

GERAL Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 09:34 - A | A

Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 09h:34 - A | A

REPRESENTATIVIDADE

Cultura afro-brasileira em evidência: Prêmio Jejé de Oyá homenageia artistas negros cuiabanos

Com o intuito de valorizar os artistas negros, o evento é um grande sucesso na capital cuiabana.

Ana Carolina da Redação

O Teatro Zulmira Canavarros recebeu a terceira edição do Prêmio Jejé de Oyá, exaltando Nossos Cores, noite de gala que homenageou personalidades negras que se destacaram em diversos ramos de atuação. O evento reuniu um público dinâmico, celebrando a luta, a resiliência, a criatividade e o empreendedorismo dos vencedores.

O prêmio homenageia a memória de José Jacintho Siqueira de Arruda, conhecido como Jejé de Oyá, figura icônica de Cuiabá entre as décadas de 1950 e 1980, cronista social, alfaiate e carnavalesco, conhecido por sua irreverência e seu estilo incomparável. Em 2017 foi reconhecido pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso como defensor da crônica social do Estado.

Com a abertura do quarteto composto por Leny Nobre, Anselmo Parabá, Jasmyne, Sophie e Day, onde apresentaram várias interpretações musicais, sendo elas, do cantor Emicida com a música “Principia” e da música “Em Busca de Minha Sorte”, conhecida na voz do cantor Thiaguinho. Trazendo grandes referências para os negros e emocionando o público. Os vencedores também estiveram presentes no palco, entregando ao público, palavras de amor e motivação.

O delegado da Polícia Civil do Estado de Mato Grosso, Nilson Farias, que é homenageado por suas ações na sociedade cuiabana, disse que o evento superou suas expectativas.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

“É uma honra receber este prêmio. A existência de tais prêmios dão oportunidade para pessoas negras de diferentes áreas de atuação ser reconhecidas. O evento foi magnífico e superou as minhas expectativas em organização e qualidade”, comenta Farias.

A premiação foi organizada pela Bemtivi Academia de Arte e Assembleia Social/ALMT, e tem patrocínio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Entretenimento de Mato Grosso (Secel/MT), Sicredi Ouro Verde e Bom Futuro e contou com o apoio do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, do Instituto Memória/ALMT, da Comissão de Defesa da Igualdade Racial da OAB/MT, do Goiabeiras Shopping e da Flor de Coco Doces Artesanais.

Conheça os vencedores

Representando as mais diversas áreas de atuação, foram anunciados durante a cerimônia. Os vencedores das categorias técnica e jurídica popular são:

Alimentaçao e Gastronomia — Irene de Oliveira Lima de Souza
Artes Visuais — Carlos Pina por júri técnico e Edson Ferreira Origin por voto popular
Comunicação e Jornalismo — Dríade Aguiar
Destaque Afro científico — Mory Lobo por júri técnico e Mory Márcia de Oliveira Lobo
Escrita artística — Paty Wolf por júri popular e Silvane Ramos Lopes da Silva por voto popular.
Estética da Identidade Negra — Diela Tranças por júri técnico e Mizizi (Ivenir Florescer) por voto popular
Impacto Social — Dona Maria do Futebol
Mídias Sociais — André D'Luca
Performance Artística — Jefferson Neves por júri técnico e Ronaldo José por voto popular
Performance Física — Pedro Pio por júri técnico e Melissa Prudêncio Arruda por voto popular

Iva Almeida, que recebeu o prémio na categoria Estética Negra do conceituado júri, em representação do salão Afro Mizizi Beleza, agradece este prémio e sublinha o quanto é essencial que a comunidade negra LGBTQIAPN+ esteja presente nestas áreas.

“O Prêmio Jejé de Oyá promove e reconhece a identidade negra em nosso estado. Essa é uma recompensa essencial, principalmente para nós, pessoas de cor LGBTQIAPN+, que temos pouca visibilidade. A premiação para o Mizizi, que é um projeto que inclui muitos negros, periféricos, vulneráveis e da comunidade LGBTQIAPN+, é extremamente importante para mostrar às pessoas que negritude é poder, força e que viemos para ajudar a transformar a sociedade”, afirmou.

Após a cerimônia, a festa continuou no estacionamento do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, com apresentações de artistas locais como Kareca, Xinn Beats, Semitas Marques e Raízes do Samba, além de uma deliciosa feira gastronômica.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image