24 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

GERAL Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2023, 08:24 - A | A

Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2023, 08h:24 - A | A

MELHORAMENTO GENÉTICO

Desenvolve Floresta investe R$ 2,4 milhões em pesquisa sobre clones de eucalipto em MT

Projeto de pesquisa busca gerar mais segurança e eficiência para os produtores de Mato Grosso

Redação

O Conselho Gestor do Fundo de Desenvolvimento Florestal do Estado de Mato Grosso (Desenvolve Floresta) aprovou, nesta terça-feira (19), o investimento de R$ 2,4 milhões em pesquisa de melhoramento genético que analisará clones de eucalipto, para gerar mais segurança e eficiência aos produtores de Mato Grosso.

O projeto de pesquisa busca analisar matérias genéticos de mudas clones de eucaliptos, de forma a registrar seu crescimento e comportamento. O processo identificará os materiais genéticos que se sobrepõe e em quais condições.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, um dos objetivos do Desenvolve Floresta é assegurar a realização de pesquisa e assistência técnica para extensão florestal, reflorestamento, florestamento e manejo sustentável.

“A aprovação deste investimento vai ao encontro com a finalidade do Desenvolve Floresta. Essa pesquisa busca ajudar os nossos produtores de eucalipto de diversas áreas e condições climáticas espalhados pelo Estado, obtendo melhores resultados no período de corte”, afirmou César Miranda.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

A coordenadora do Desenvolve Floresta, Camila Bez Batti, explica que Mato Grosso possui condição climática diversa, o que muda o panorama dos produtores de sul ao norte do Estado.

“O projeto é para validar os clones de eucaliptos do nosso mercado de acordo com o nosso clima. As nossas condições de temperatura, solo, e umidade, todas essas em relações climáticas, variam muito, pois o nosso Estado é extenso. Com esses dados poderemos trazer mais segurança ao produtor do sul ao norte. Ele irá saber qual o clone pode cultivar e obterá resultados melhores no corte, o qual varia de 6 a 7 anos para eucalipto. A pesquisa visa assegurar a eficácia dos plantios de eucalipto e garantir uma produção sustentável alinhada com as exigências do setor energético”, detalhou a coordenadora.

A pesquisa em melhoramento genético do eucalipto visa otimizar os plantios desse recurso amplamente empregado na produção de energia. Com o crescente desenvolvimento das indústrias de etanol de milho, a demanda por essa biomassa para fins energéticos se tornou urgente.

As pesquisas serão desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) com as unidades Agrossilvipastoril, Floresta e Sinop, e pela Associação de Reflorestadores de Mato Grosso (Arefloresta), as quais apresentaram o projeto para receber subsídios do Desenvolve Floresta.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image