28 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

GERAL Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2022, 16:19 - A | A

Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2022, 16h:19 - A | A

ECONOMIA CRIATIVA

Galeria Lava Pés recebe bazar de arte indígena nesta quarta-feira

Redação

Biojoias, artigos de decoração, artesanato, acessórios e pinturas produzidos por indígenas de etnias mato-grossenses serão comercializados durante um bazar nesta quarta-feira (21.12), na Galeria Lava Pés, localizada no prédio da Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer (Secel-MT). O bazar será realizado das 15h às 19h, com peças a partir de R$ 15.

Os produtos que serão comercializados no bazar foram produzidos por indígenas de povos como os Bakairi, Umutina, Tapirapé e Terena. Uma das participantes é a artista visual Kaya Agari, da etnia Bakairi, que já participou de exposições de arte pelo país. Biojoias do projeto Boloriê Umutina, que foi contemplado no edital Mato Grosso Criativo da Secel, também estão entre as opções de peças disponíveis para compra.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

O povo Terena será representado pelo trabalho da artesã Anita, que produz bordados, pedrarias, crochê e fuxico. E o casal Caroline Taukane e Júlio Kayawaka, do povo Bakairi, irá apresentar acessórios e roupas, que estarão disponíveis no bazar.

O bazar está sendo realizado pela Oráculo Comunicação, Educação e Cultura e tem o apoio da Secel Instituto Elevar.

 

Exposição Bancos Indígenas do Brasil

Além do bazar, outra atração na Galeria de Artes Lava Pés é a exposição gratuita Bancos Indígenas do Brasil, que apresenta um pouco da diversidade cultural e beleza artística de 29 povos da Amazônia e da Terra Indígena do Xingu.

Composta por 86 bancos de artistas indígenas, a exposição tem curadoria de Marisa Moreira Salles e Tomas Alvim. Entre as etnias representadas estão a Aweti, Kalapalo, Kawaiwete, Kayabi, Trumai, Wajãpi, Tukano, Ye’kwana e outras. Além dos bancos, a mostra inclui fotografias e vídeos de Rafael Costa.

A exposição ‘Bancos indígenas do Brasil’ integra a Coleção BEI, e os bancos são esculpidos em madeira, sendo a maioria em formato de animais. As peças revelam a beleza das formas, cores e grafismos da arte indígena, aliando funcionalidade e beleza, ao mesmo tempo que são reconhecidos como objetos de arte e design. Todas são criadas a partir de um único tronco de madeira e pintadas com resinas naturais, como o ingá misturado com pó de carvão e o urucum.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image