24 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

GERAL Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019, 14:34 - A | A

Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019, 14h:34 - A | A

IMUNIZAÇÃO

Mato Grosso recebe menos de 50% das doses necessárias de vacina pentavalente

Assessoria

Mato Grosso recebeu apenas 43% das doses necessárias para a vacina pentavalente do Ministério da Saúde. A distribuição da imunização no Estado estava atrasada desde agosto, após embargo de um lote de vacinas que não cumpriu os requisitos mínimos de qualidade.

 

A pentavalente é responsável pela proteção contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e haemophilus influenza B. A vacina é comumente aplicada em crianças, porém pode ser utilizada na fase adulta também.

 

Ao HNT/HiperNotícias, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontou que o repasse de vacinas, inferior a menos de 50% das doses necessárias, foi realizado no dia 1º de setembro.

“Lembrando que o Ministério da Saúde informou que não realizaria entrega da mesma nos meses de agosto e setembro, em decorrência do descredenciamento do laboratório pela ANVISA e que só irá restabelecer toda a entrega até fevereiro de 2020”, pontuou a SES.

Com o repasse, Mato Grosso conta com 6.500 doses de pentavalente, que são distribuídas a todos os 141 municípios. A meta do estado, contudo, é que o número de vacinas disponíveis seja de 15.000 doses.

Por meio de nota, a secretaria informou que: “Já está sendo realizada a distribuição desse quantitativo proporcional a todas as regionais de saúde e seus municípios a partir desta semana.”

A vacina

A escassez da vacina alcançou diversos estados do país por conta de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ter interditado 3,2 milhões de doses da pentavalente em agosto.

Segundo a autarquia, a empresa que produz a vacinação, a multinacional indiana Biological, teria descumprido requisitos de qualidade provocando o recolhimento de diversas doses da pentavalente.

À época, a responsável técnica de imunização de Cuiabá, Sandra Horn, reafirmou que a previsão é que o cenário de escassez se normalize até outubro.

“O ministério informou que a estimativa de regularização é até outubro. Isso porque 9 milhões de doses adquiridas este ano estão em processo de chegada para posterior distribuição e reabastecimentos das salas de vacinas, incluindo Cuiabá”, frisou Horn.

A reportagem entrou em contato com uma clínica de vacinação de Cuiabá e constatou que as doses da pentavalente são vendidas por valores entre R$ 300 e R$ 385, variando segundo a faixa etária do paciente. 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image