13 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

GERAL Quinta-feira, 26 de Setembro de 2019, 15:35 - A | A

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2019, 15h:35 - A | A

TRÂNSITO

Motociclistas são flagrados escondendo placa para evitar multas

PNB Online

Assessoria/Semob Radares instalados nas principais vias de Cuiabá registram diariamente flagrantes de irregularidades cometidas no trânsito e também situações inusitadas de motoristas que tentam burlar a fiscalização. Imagens captadas pelas câmeras dos radares mostram motociclistas usando artifícios arriscados para impedir que as placas de suas motos sejam identificadas e, desta forma, evitar multas.

 Em um dos flagrantes, que o PNB Online teve acesso, um motociclista trafega pela avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA) em velocidade acima da permitida. O radar aponta que a moto estava a 74 km/h nas proximidades do Hospital de Câncer, onde a velocidade máxima permitida é de 60 km/h. No entanto, a multa pelo descumprimento da legislação de trânsito não poderá ser aplicada porque o homem que estava na garupa da moto, propositalmente, esconde parte da placa no momento em que o veículo passa pelo radar.

O flagrante foi registrado às 10h09 do dia 6 de agosto deste ano. No dia 3 do mês de setembro, as câmeras instaladas no radar localizado na Avenida Miguel Sutil, próximo à rotatória de acesso ao bairro Santa Isabel, flagraram um motociclista se arriscando para evitar que fosse identificada a placa de sua moto. Enquanto pilotava o veículo a 88 km/h, o motociclista se equilibrava e usava a perna esquerda para esconder a placa traseira da moto. Naquele trecho, a velocidade máxima permitida é de 60 km/h.

E a Avenida Miguel Sutil é a via da capital em que há mais registros de acidentes de trânsito com vítimas, com 114 notificações de janeiro a julho, segundo dados do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em seguida, com 112 ocorrências, vem a Fernando Corrêa da Costa, que interliga os bairros do Coxipó ao Centro da cidade.  Assessoria/Semob As câmeras também registraram um motociclista usando a mesma estratégia - de colocar um dos pés em cima da placa - trafegando pela Avenida Fernando Corrêa da Costa no dia 8 de agosto, por volta de 4h da madrugada.

O motociclista pilotava a moto a uma velocidade de 109 km/h, velocidade muito superior à permitida para aquela via, que é de 60 km/h. Um ranking divulgado pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) aponta que dirigir em velocidade acima da permitida é a infração mais cometida no trânsito no Estado, com 169.536 registros de janeiro a agosto deste ano.

Os dados do setor de Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest).  Em outro flagrante, desta vez registrado na Avenida República do Líbano, também no mês de setembro, o motociclista trafega em uma moto com a placa coberta, o que também é proibido por lei. As câmeras do radar mostram que o infrator trafegava a uma velocidade de 89 km/h.  

 Assessoria/Semob A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) ressalta que essas infrações são consideradas gravíssimas, de acordo com o artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro. Os condutores responsáveis pela infração estão sujeitos a multa e até apreensão dos veículos. 

Confira abaixo o artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro: Art. 230. Conduzir o veículo:I - com o lacre, a inscrição do chassi, o selo, a placa ou qualquer outro elemento de identificação do veículo violado ou falsificado;II - transportando passageiros em compartimento de carga, salvo por motivo de força maior, com permissão da autoridade competente e na forma estabelecida pelo CONTRAN;III - com dispositivo anti-radar;IV - sem qualquer uma das placas de identificação;V - que não esteja registrado e devidamente licenciado;VI - com qualquer uma das placas de identificação sem condições de legibilidade e visibilidade:Infração - gravíssima;Penalidade - multa e apreensão do veículo;Medida administrativa - remoção do veículo;

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image