26 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLICIA Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2022, 10:32 - A | A

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2022, 10h:32 - A | A

POLÍCIA CIVIL

Homem condenado em MT a 72 anos de prisão por estupro é preso no interior de Alagoas

Redação

Um foragido da Justiça de Mato Grosso, condenado a 72 anos de reclusão pelo crime de estupro contra os próprios filhos, foi localizado e preso pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (14.12), no interior do estado de Alagoas.

A localização foi possível diante de uma ação conjunta do Núcleo de Inteligência da Regional de Confresa e apoio das delegacias alagoanas: 65° Distrito Policial de Cacimbinhas, 67° Distrito Policial de Igaci, 5°Delegacia Regional de Palmeiras dos Índios e 52º Distrito Policial de Arapiraca.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

A equipe do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Confresa fez diligências e descobriu o paradeiro do foragido, que teve a prisão preventiva decretada pela 2ª Vara da Comarca de Sorriso, em função da decisão condenatória, e depois de ter descumprido medidas cautelares aplicadas.

C.R.S., de 61 anos, foi condenado pelo crime cometido em 2016, na cidade de Sorriso, contra os próprios filhos e o enteado. Na época dos fatos, ele foi preso em flagrante, porém, foi solto para responder pelo crime em liberdade e, desde então, seu paradeiro era desconhecido.

Relatos de testemunha ouvida em juízo apontaram que o réu já teria praticado o mesmo crime contra sua família, anteriormente. Conforme trecho da ação penal, “chama a atenção o fato do criminoso ser um molestador sadista e oportunista que, no caso em concreto, transformou o lar de sua família num calabouço para a satisfação de sua lascívia, às custas da dor e sofrimento de seus enteados e filhos”.

Após ser solto, em 2017, o criminoso teria se mudado para Alagoas e no estado constituiu uma nova família, que não tinha conhecimento dos crimes que ele respondia em Mato Grosso. Lá, ele trabalhava como instrutor de canto e de instrumentos musicais, frequentava igreja e não levantava qualquer suspeita da comunidade local.

A localização do condenado faz parte da Operação Amón, da Regional de Confresa, para cumprimento de mandados de procurados pela Justiça. Amón é nome de origem grega e significa oculto ou escondido.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image