15 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLICIA Terça-feira, 05 de Novembro de 2019, 16:09 - A | A

Terça-feira, 05 de Novembro de 2019, 16h:09 - A | A

INVESTIGAÇÃO

PC revela que jornalista morreu por não ter dinheiro para pagar drogas em Cuiabá

Folha Max

A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa desmentiu a versão apontada por John Lennon da Silva, 21 anos, preso pelo assassinato do jornalista Marcelo Leite Ferraz, 38 anos. Ferraz foi morto a pauladas num terreno baldio na região do bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá, e teve o corpo encontrado em 30 de setembro deste ano, após ficar desaparecido por dois dias.

No dia em que foi preso, o acusado disse à polícia que a morte teria sido ocasionada por ciúmes, já que, segundo ele, teria visto sua namorada B.B.V., praticando sexo oral na vítima. Desde o início, a Polícia Civil não acreditou nesta versão, o que foi confirmado com depoimentos de testemunhas e outras diligências realizadas no decorrer da investigação.

 

Segundo o delegado Fausto Freitas, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), a causa da morte do jornalista foi um desentendimento por conta do uso de drogas com o acusado. Segundo o delegado, Marcelo Ferraz e John Lennon usaram drogas juntos na noite do crime. 

 

Um "desacordo comercial" é apontado como o principal motivo do homicídio. "A motivação mais provável é que Marcelo estava sem dinheiro. O John usou droga com ele achando que ele iria teria mais dinheiro para comprar as substâncias. Ao perceber que ele não teria, houve um desentendimento entre eles e, após isso, a morte", destacou o delegado.

Essa hipótese da polícia foi confirmada após o depoimento da namorada do suspeito. Ouvida como testemunha, ela negou qualquer tipo de relacionamento com Marcelo Ferraz e passou informações que foram confirmadas pelas autoridades. Isso porque, câmeras de segurança próximas ao local mostraram que John chegou com duas pessoas e logo após, essas teriam saído do terreno. Desta forma, essas pessoas presenciaram o assassinato.

Após o crime, o acusado teria ido até uma casa onde estava B.B.V., que logo após acabou descobrindo sobre a situação. "Acreditamos fortemente de que John seja o assassino de Marcelo, porém não na versão que foi apresentada por ele. Entretanto testemunhas confirmaram que a versão real seria por um desavença entre os dois, relacionadas ao consumo de drogas", cita o delegado.

Anteriormente, ainda havia por parte da polícia, a suspeita de que o jornalista pudesse ter sido abusado sexualmente pelo acusado. Porém, esta possibilidade está quase que descartada, mas ainda será confirmada pela perícia.

 

Fausto revelou que pediu a conversão da prisão temporária de John Lenon para preventiva. Uma decisão deve sair ainda nesta terça-feira (4).

O CASO 

O corpo do jornalista e escritor Marcelo Leite Ferraz, de 38 anos, que ficou desaparecido por dois dias foi encontrado no início da segunda-feira, no dia 30 de setembro passado, no bairro Jardim Aclimação, em Cuiabá. 

Marcelo ficou desaparecido desde o sábado (28), quando saiu de casa em direção a região central de Cuiabá. Ele iria encontrar amigos na Praça da Mandioca.

Todavia, ele não chegou ao local. Desde então, a família vinha divulgando imagens dele nas redes sociais e registrou boletim de ocorrência.

A DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa), assim que comunicada, iniciou as investigações, que chegou até o principal suspeito, John Lennon de 21 anos, que confessou a autoria do crime.

 

Desde então, o acusado teve um mandado de prisão preventiva de um mês, que foi decretada no dia 3 de outubro e vencendo nesse domingo passado. Na tarde desta segunda (4) a prisão foi representada novamente no fórum e o suspeito continua preso, agora principalmente com os novos rumos que a investigação tomará, o que pode acrescentar em sua pena.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image