15 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍTICA Terça-feira, 12 de Dezembro de 2023, 15:36 - A | A

Terça-feira, 12 de Dezembro de 2023, 15h:36 - A | A

MARA GABRILLI

Indicação para embaixada na Guiana segue para o Plenário

Agência Senado

Avançou nesta terça-feira (12) a indicação de Maria Cristina de Castro Martins para o cargo de embaixadora na Guiana. O nome da diplomata foi aprovado por unanimidade na Comissão de Relações Exteriores (CRE). A mensagem presidencial com a indicação (MSF 76/2023), relatada pela senadora Mara Gabrilli (PSD-SP), segue agora para votação no Plenário do Senado.

A decisão dos senadores sobre a nova embaixada ocorre ao mesmo tempo em que a Venezuela tenta incorporar o território de Essequibo, uma área de cerca de 160 mil quilômetros quadrados que hoje pertence à Guiana. Na mesma reunião, senadores aprovaram também a indicação da diplomata Glivânia Maria de Oliveira para a embaixada do Brasil na Venezuela (MSF 86/2023).

No parecer, Mara Gabrilli ressalta que a disputa territorial entre Venezuela e Guiana sobre a região de Essequibo, que já dura mais de um século, “reforça a postura brasileira de buscar a solução pacífica da controvérsia, com respeito ao princípio da integridade territorial e a manutenção da paz e da segurança na região”. A senadora Tereza Cristina (PP-MS) leu o relatório.

Durante a sabatina, Hamilton Mourão (Republicanos-RS) afirmou que as indicadas para Venezuela e Guiana estão “no olho do furacão”. Já Tereza Cristina disse esperar que a diplomacia consiga resolver o imbróglio: 

— Desejo muita sorte e muito sucesso às duas embaixadoras. Espero que o bom senso, o diálogo e a diplomacia possam funcionar nesse momento — disse Tereza Cristina.

Prioridades

O comércio bilateral entre os dois países experimenta, desde 2021, grande crescimento devido à recente exploração e produção de hidrocarbonetos na Guiana, alcançando a marca de US$ 1,04 bilhão nos oito primeiros meses deste ano, com forte superávit guianês de US$ 548 milhões.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Assim, a Guiana, tradicional exportadora de arroz ao Brasil, em 2022, passou a exportar quase exclusivamente óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos. 

Entre as prioridades apontadas para a missão na Guiana, Maria Cristina destacou oportunidades na promoção do comércio de investimentos. 

— A descoberta de hidrocarbonetos abre oportunidades para empresários brasileiros nessa área — apontou. 

Relações bilaterais

Terceiro menor país da América do Sul, a Guiana conta com população de aproximadamente 808 mil habitantes. Tornou-se independente do Reino Unido em 1966, tendo estabelecido relações bilaterais com o Brasil em 1968.

Mara destacou o aprofundamento das relações do Brasil com a Guiana desde a década de 1990, quando aumentou o número de brasileiros residentes no país. 

Perfil

Maria Cristina de Castro Martins tem bacharelado em arquitetura e urbanismo pela Universidade Federal do Ceará (UFCE) e mestrado em sociologia pela mesma instituição, além de doutorado em sociologia pela Universidade de Brasília (UnB). No Ministério das Relações Exteriores, atuou como assessora da Secretaria de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos, de 2021 a 2022, e atualmente está lotada no Departamento de Imigração e Cooperação Jurídica.

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image