26 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

SAÚDE Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2022, 09:19 - A | A

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2022, 09h:19 - A | A

BALANÇO

Unidades básicas de saúde realizaram mais de 2,6 milhões de atendimentos em 2022

Redação

O fortalecimento da rede municipal de saúde é a principal preocupação da gestão Emanuel Pinheiro, que não tem medido esforços para levar à população um serviço de qualidade, apesar dos muitos percalços ocasionados pela pandemia. Na Atenção Primária, por exemplo, muito tem sido investido em reformas de unidades e capacitação das equipes. 

O número de atendimentos nas unidades básicas de saúde neste ano superou a quantidade de 2019, último ano antes da pandemia, quando todos os serviços ainda funcionavam sem restrições. Em 2022, foram realizados 2.672.609 atendimentos na Atenção Básica até o dia 18 de dezembro, enquanto em 2019 foram 2.260.648 o ano inteiro.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

“Em 2020, ano em que começou a pandemia no Brasil, tivemos que diminuir drasticamente os atendimentos nas UBS, que eram feitos com normas rígidas de segurança para evitar a contaminação. Naquele ano realizamos 1.459.808 atendimentos. Em 2021, com o início da vacinação e com o número de óbitos entrando em queda, fizemos 1.954.325 atendimentos, pois pudemos voltar a receber os pacientes normalmente nas unidades”, explicou Flavia Guimarães, secretária-adjunta de Atenção Primária.

Dentro destes mais de 2 milhões de atendimentos realizados neste ano, mais de 830 mil foram visitas domiciliares e territoriais. Em relação à vacinação, foram aplicadas nas unidades de saúde 264.186, entre vacinas de rotina e contra Covid-19. Foram realizados mais de 980 mil procedimentos individualizados e 67 mil atendimentos odontológicos.

“Mesmo com os problemas que tivemos de demissão de muitos servidores, que foram substituídos ao longo do ano por aprovados nos processos seletivos, ainda assim conseguimos realizar um número superior de atendimentos ao levarmos em conta os últimos quatro anos. Ainda estamos reestruturando a Atenção Básica, que, se Deus quiser, em breve terá as unidades com o quadro completo, principalmente com médicos, que é o nosso maior gargalo no momento. Já estamos fazendo uma nova estratégia para preencher essas lacunas até os aprovados do concurso tomarem posse. A pandemia também afetou muito na questão de insumos e medicamentos, mas temos feito o enfrentamento para termos resultados mais positivos em 2023. Estamos no caminho certo, trabalhando com muita responsabilidade para oferecer uma saúde cada vez melhor para os usuários das unidades básicas”, concluiu a secretária-adjunta.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image