21 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

VARIEDADES Terça-feira, 24 de Setembro de 2019, 13:21 - A | A

Terça-feira, 24 de Setembro de 2019, 13h:21 - A | A

UFMT

Humberto Espíndola lança exposição e livro 'Pintura e Verso' nesta terça (24)

Assessoria

Pintura e Verso – Humberto Espindola A exposição “Pintura e Verso”, homônima ao livro de arte que será lançado na terça feira, 24 de setembro de 2019 às 19h00min no Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT reunirá dez obras históricas do artista e escritor Humberto Espíndola em exposição até o dia 04 de Outubro de 2019, a mostra será realizada pela parceria da Universidade Federal de Mato Grosso por meio da Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Vivência – (PROCEV-UFMT), Entrelinhas Editora e Galeria Mirante das Artes.

 

 

O evento de lançamento do livro e a exposição de arte compõem a programação do Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT (MACP-UFMT) na 13ª Primavera dos Museus, evento nacional do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) no qual museus de todo o país oferecem ao público atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas, exibição de filmes e muito mais.

O livro será lançado pelo selo Entrelinhas Editora e a exposição de arte conta com organização e expografia de Thania Arruda e Willian Gama e produção executiva de Amanda Gama. Segundo a Coordenadora de Cultura da UFMT Thania Arruda, Humberto Espíndola tem uma obra que vai muito além do temário, que ganha amplitude em sua arte por retratar, com crueza, às vezes visceral, um Brasil “profundo” cheio de contradições e em busca de ascensão. Mariza Bertoli, crítica de arte, destaca que “quanto mais se afirma a regionalidade na densidade expressiva da obra, mais ela se investe de universalidade porque o território cultural não se contém nos limites da geopolítica, os códigos culturais avançam, criando sobreposições enriquecedoras, miscigenando-se”.

O curador de arte Willian Gama destaca que, é de extrema importância que haja sensibilidade por parte do espectador, para compreender que a obra do artista vai muito além do boi, o tema é comum para o homem que habita o Brasil central, mas reflexiona através dessa pintura uma verdade geopolítica e socioeconômica existente desde os primórdios civilizatórios da humanidade. A partir deste lançamento em Cuiabá, os que acompanham a trajetória de Humberto Espíndola, artista de grande representatividade para Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, vai se surpreender com a apresentação da sua veia literária, de mãos dadas com o artista visual.

 



 

Em “Pintura e verso”, edição limitada de livro de arte em capa dura, Espíndola apresenta poemas que começou a escrever a partir de 2011, quando Marcio Markendorf, professor doutor na área de literatura, escritor e ensaísta, lhe apresenta o Twitter. O artista reconheceu na ferramenta um grande potencial para a literatura e por meio dela aconteceu um „grande encontro‟. E assim, 77 obras acompanham 109 poemas.

Para Marcio Markendof, “Pintura e verso” figura como um trabalho comemorativo dos 50 anos de bovinocultura, oferecendo ao leitor outro produto criativo derivado da exploração estética da figura bovina – a escrita literária. E acrescenta: “Inspirado pelos ideais do muralismo mexicano, Humberto Espíndola produziu um tipo singular de arte na abordagem de um elementosímbolo da cultura de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul”. Encerra a sua apresentação destacando: “o conjunto de relações evocadas até agora justifica este trabalho único na literatura brasileira e nas artes visuais, concebido como projeto verbo-visual para os fins comemorativos da arte cinquentenária da bovinocultura. O encontro da pintura e da poesia, no jogo da reinvenção artística, por fim, pede a reescrita do aforismo inicial: „Como na pintura, o poema-boi‟.”

A editora do livro Maria Teresa Carrión Carracedo, destaca que a atualidade, a enorme carga simbólica e a força da obra de Espíndola surpreende com frequência: “Mergulhados em uma grande polêmica internacional em relação às trágicas queimadas e ao desmatamento criminoso na Amazônia, eis que o artista nos oferece em seu livro a obra „Devastação da Amazônia‟, um óleo sobre tela de 1980 (130 x 170 cm), magnífico e icônico, pertencente ao acervo do Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT – o mesmo museu que ajudou a fundar na década de 1970, com a crítica de arte e animadora cultural Aline Figueiredo. E para a obra, Espíndola escreve o seguinte poema: „Ah esse Nortão / do mato grosso e misterioso... / Verde ainda te quero / Via sacra de quadros dolorosos / Madeiro de cruzes / e oxigênios derramados‟.

É impossível ficar indiferente a uma obra ou a um poema de Espíndola.” Como reconhecimento aos 50 anos dedicados à bovinocultura e por meio dela à reflexão e discussão de vanguarda de questões importantes para o Brasil e o mundo, destacadamente em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Espíndola acaba de receber dois títulos de Doutor Honoris Causa. Um pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e outro pela Universidade Católica Dom Bosco. SERVIÇO Noite de autógrafos e lançamento do livro “Pintura e verso”, de Humberto Espíndola. (Edição de luxo, limitada).

O lançamento do livro será no dia 24 de Setembro de 2019, terça feira às 19h no Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT (MACP-UFMT). Av. Edgard Vieira, S/n, Boa Esperança, Cuiabá - MT. CEP: 78060-900.

 

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image