28 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

VARIEDADES Terça-feira, 06 de Dezembro de 2022, 14:41 - A | A

Terça-feira, 06 de Dezembro de 2022, 14h:41 - A | A

ADVOGADA

Quem é a ex-BBB que tirou Deolane e Pétala da 'Fazenda'?

UOL SPLASH

Adélia Soares foi uma das responsáveis por tirar Deolane e Pétala do elenco de "A Fazenda 2022" (RecordTV). Ela, que atua como advogada de Deolane, entrou com uma liminar para retirar as ex-peoas da competição.

Nos stories, Adélia se queixou da cobrança dos fãs do programa. "Olha só, parem de dizer que eu, Adélia, acabei com A Fazenda 14", começou dizendo.A advogada disse que apenas fez o seu trabalho seguindo a legislação brasileira.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

"Eu não acabei com nada, eu só trabalhei. Eu sigo legislação, eu analiso contrato, faço notificação e dentro do trabalho de uma advogada eu faço com que se cumpra a lei", afirmou.

 

 

Além de advogada, Adélia foi uma das participantes do "Big Brother Brasil" e candidata à deputada federal.

 

BBB 16

A advogada foi uma das participantes do "BBB 16", mesma edição de Ana Paula Renault, seu maior desafeto na casa.

Adélia rendeu bons memes ao chorar por vontade de comer melancia. A sister, que estava na xepa, não podia comer a fruta e acabou chorando e sendo consolada pelos outros participantes.

A advogada de Deolane foi a sexta eliminada em um paredão triplo, ao lado de Munik e Ronan.

Ao sair do programa, Adélia refletiu sobre sua saída em entrevista a Ana Maria Braga.

"Eu sei o motivo que me fez sair. Fui para um Paredão muito difícil, de três torcidas. Tinha a torcida da Munik, do Ronan e da Ana Paula. Eu não queria falar que sabia que ia sair para não mostrar que estava entregando os pontos", afirmou.

Após deixar a atração, Adélia mudou completamente o visual: fez bichectomia, colocou lentes de contato e harmonização orofacial, além de trocar a prótese de silicone, perder 45 quilos e fazer abdominoplastia e lipoescultura.

Carreira política

Adélia foi candidata à deputada federal, mas não conseguiu o número de votos necessários para exercer o cargo.

A advogada se filiou ao partido Patriota e teve 718 votos em São Paulo, o equivalente a 1% dos votos válidos.

Na época, Adélia estava no final da gravidez e comentou, nas redes sociais, que já esperava por um resultado tão pequeno.

"Esse é um resultado que eu já esperava. Não fiz uma campanha, teve pessoas da minha família que nem ficaram sabendo que eu era candidata. Não houve um investimento nessa campanha. Até porque, estou grávida, na reta final da gestação, a minha gravidez é de risco e eu tive que priorizar a gravidez", disse.

 

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image