24 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

VARIEDADES Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2023, 16:25 - A | A

Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2023, 16h:25 - A | A

ENTENDA

Roger do Ultraje faz acordo e postará contra abuso sexual infantil

DO METRÓPOLES

O vocalista do Ultraje a Rigor, Roger Moreira, assinou um acordo com o Ministério Público de São Paulo e vai publicar posts sobre o combate ao abuso sexual infantil.

 

A medida faz parte de um Termo de Ajustamento de Conduta, após um inquérito que investigou o músico por divulgar, na rede social X (antigo Twitter), comentário envolvendo uma menina de 11 anos, vítima de estupros e grávida pela segunda vez.“Agora vê se para de meter.

 

Ou pelo menos usa camisinha, porra!”, disse Roger, em setembro do ano passado, ao comentar uma reportagem sobre o caso.

 

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

 

 

O inquérito seguiu pela Promotoria da Infância e Juventude da capital. A promotora Luciana Bergamo usou como base uma manifestação do Núcleo de Assessoria Técnica Psicossocial (NAT).

“A alegação de consentimento por parte da criança e do adolescente nas eventuais práticas sexuais deve ser sempre questionada e contextualizada, uma vez que elas/eles são considerados seres humanos em condição peculiar de desenvolvimento, quando a capacidade de autonomia para consentir ou não ainda está em processo de construção”, diz.

 

Segundo o MPSP, Roger deverá postar no X e Facebook dois lotes de sete publicações, em dois períodos diferentes, sendo uma postagem por dia, durante sete dias consecutivos.

 

O conteúdo das postagens foi definido no TAC e citam o estímulo a denúncias de violência sexual contra menores de 18 anos, sinais apresentados pelas vítimas e avanços na legislação sobre o tema.

 

O músico tem 1,4 milhão de seguidores no X e 60 mil no Facebook. Roger pagará também R$ 60 mil por dano moral difuso, valor que será direcionado ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

 

A homologação do acordo depende do Conselho Superior do Ministério Público.

 

 

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image