15 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

CIDADES Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 09:34 - A | A

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 09h:34 - A | A

CAOS NA CIDADE

Prefeita de Barão de Melgaço é questionada pela população pela administração desastrosa

Moradores reclamam da falta de reformas, estruturas das escolas e escassez da saúde.

Redação

Uma cidade formosa e cheia de histórias culturais para contar. Com lugares e vistas exóticas, Barão de Melgaço há muitos anos, foi alvo da Guerra do Paraguai e coleciona até agora, marcas desse tempo.

A economia do município está baseada no turismo, pesca, fruticultura, agricultura e pecuária. A cidade se destaca pelas constantes aberturas de comércios e pela regularidade das vendas no ano.

Um município que possui apenas 8.164 habitantes e sendo uma população mais antiga.

Pelo fato de ser uma cidade antiga, algumas comunidades são mais afastadas da região central da cidade, entre elas, estão os bairros São Pedro de Joselândia e Porto Brandão.

Devido à distância dessas comunidades, os moradores possuem certa dificuldade de chegarem ao centro da cidade, mantendo a tradição do uso de barcos.

Com o intuito de ajudá-los, é realizado o Projeto Ribeirinho, que tem o objetivo de levar alimentos, roupas e até mesmo cobertores para os moradores daquela região.

Por ser uma cidade cultural e rica de objetos antigos, a população sempre desejou e esperou que fosse um local mais preservado, organizado e com uma boa estrutura. Mas infelizmente não é o que vem acontecendo e as críticas só aumentam com o passar dos tempos.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

A atração principal da cidade é a famosa Orla Turística, onde atrai diversos turistas e moradores para admirarem a paisagem exuberante ao entardecer. O local é repleto de pescadores e animais exóticos, como jacaré, peixes raros e espécies raras de pássaros.

No ano de 2022, foi planejada uma reforma no local, com objetivo de melhorar a cidade e movimentar o comércio, através dos turistas.

Com orçamento de R$ 10.662.087,07, as obras seriam realizadas com recursos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec), por meio da Vice-secretária de Turismo. O projeto inclui a construção do passeio marítimo, instalação de bares e restaurantes, parques infantis, iluminação e paisagismo da praia turística de Barão de Melgaço.

A obra visa recuperar o litoral para transformar o espaço num complexo turístico.

Mesmo com o projeto aprovado e dinheiro na conta, a obra não foi realizada e muito menos houve indícios de que seria cumprida essa promessa. De acordo com os moradores da região, todos ficaram muito felizes ao saberem que haveria uma ampliação e melhorias, mas ao verem que nada ia para frente, ficaram chateados com a atual gestão.

Para manter a preservação de dados, usaremos nomes fictícios dos moradores nessa matéria.

“Moro aqui há mais de 20 anos, criei meus filhos e agora meus netos. Quando eu soube que essa obra aconteceria, fiquei extremamente feliz, pois, imaginei que meus netos teriam algo diferente para vivenciar. Mas infelizmente foi mais um desvio de dinheiro público”, comenta Ana Júlia durante a entrevista para a nossa equipe.

Desde 2022, o local não foi reformado e se encontra em estado precário. O calçadão principal se encontra rachado e cheio de buracos, podendo causar acidentes entre os moradores, principalmente aos mais idosos.

O que causa indignação na população é que a atual prefeita Margareth Gonçalves (PSDB) não demonstra algum tipo de atitude para que a obra seja realizada e muito menos explicações para onde foi o dinheiro liberado pelo governo.

Em todo esse tempo de gestão, a cidade não recebeu as melhorias necessárias e causa dúvidas entre os moradores, pois, desejam saber o que de fato ela planeja para a cidade.

Uma das obras necessárias é a pavimentação das ruas e das estradas, principalmente a estrada que dá acesso aos ribeirinhos, onde o meio mais fácil de chegar e sair são através de barco, e a Vila Recreio, que ainda se encontra em chão bruto e esburacado.

“Somos uma população formada por povos antigos. Muitos aqui presenciaram a construção da cidade e o desenvolvimento. Barão tem um potencial muito grande e pode ser uma cidade bela e cultural. Mas pela má gestão da prefeita, a cidade não evolui e tudo vai se desgastando com o tempo”, comenta Joana para a equipe do jornal Centro Oeste Popular.

Outro ponto crucial que questionam, é a reforma do hospital e a ampliação de consultas e exames no local. Pois, alguns procedimentos precisam ser realizados na cidade de Cuiabá, que fica a 109,5 km de distância.

A população tem reclamado sobre a falta dos profissionais e medicamentos.

Em uma conversa com a Renata, ela conta para nós um pouco, sobre a atual realidade.

“O atendimento da saúde se torna complicada às vezes, devido à falta de profissionais e até mesmo alguns exames. Aqui em casa, nós já precisamos fazer exames de vista, até porque meu pai tem catarata e tivemos que nos locomover até Cuiabá, pois, o SUS não atende. Infelizmente foi necessário desembolsar um dinheiro para isso, pois, não temos carro e mesmo que tenha a van que leva e busca nos horários marcados, gastamos na cidade com comida e outras coisas. Se tivesse esse serviço aqui, não seria necessário irmos até lá”.

Outro tema crucial para a população é o ensino das escolas públicas municipais. Pois, a geração atual reclama muito sobre a forma em que os professores ensinam e principalmente a escassez das aulas.

Mesmo que a cidade não tenha tanto acesso à tecnologia, os estudantes sentem falta de uma estrutura melhor, banheiro limpo e aulas que instigam o aprendizado.

“Sabemos da dificuldade de as coisas chegarem aqui, mas sentimos falta de coisas básicas, que influenciam no nosso aprendizado. Um dos exemplos que posso falar, são dos livros fornecidos para nós”, comenta Josiane para a nossa equipe.

No começo deste ano, a prefeita foi alvo dos jornalistas e da população, após ter a sua conta reprovada pela Câmara, devido a irregularidades.

O município de Barão de Melgaço (a 109 km de Cuiabá) reportou irregularidades na execução do orçamento e rejeitou, em primeira votação, com seis votos contrários, as contas da prefeita Margareth Gonçalves (PSDB), referentes ao exercício de 2022. Os deputados rejeitaram o parecer do Tribunal de Contas do Estado (KTK-MT), que se mostrou favorável à aprovação. Segundo o relator da Comissão de Finanças e Orçamento, vereador Francisco Odenilson da Silva, o Denas (PSDB), a gestora abriu créditos adicionais de quase um milhão de reais, realocando recursos na gestão, mas sem disponibilidade financeira, contrariando a legislação em vigor, que significa “cometer um crime”. Além, da demora no repasse de recursos do empregador para os empregados.

Outro lado

Através de nota encaminhada para a imprensa, a prefeita Margareth Gonçalves informou que não foi notificada oficialmente acerca da reprovação de contas e apontou “clara motivação política”, visando prejudicar a atual administração. Além de reforçar que, em análise com sua equipe jurídica, entende que a votação foi eivada de vícios e irregularidades e buscará a garantia da legalidade.

Íntegra da nota:

A Prefeitura de Barão de Melgaço, sob a gestão da Prefeita Margareth Gonçalves, vem por meio deste ato expressar sua posição frente às recentes publicações veiculadas pelas mídias locais, referentes a ações empreendidas pela Câmara Municipal.

Primeiramente, é fundamental esclarecer que, em nenhum momento, a Prefeita Margareth Gonçalves foi formalmente intimada acerca de qualquer decisão relacionada à sua suposta reprovação de contas pela Câmara Municipal. Se tal ato ocorreu, salientamos que se deu à margem da legalidade, configurando-se como uma evidente violação dos princípios que regem a administração pública e o devido processo legal.

É imperativo destacar que a sequência dos eventos relatados reflete uma clara motivação política, evidenciando a existência de um grupo político cujo intuito primordial parece ser o de prejudicar a atual administração municipal. Tal conduta não apenas atropela os procedimentos legais estabelecidos, mas também ignora os princípios democráticos e de justiça que devem nortear qualquer ato público.

Conforme orientação de nossa assessoria jurídica, as ações em questão, incluindo a própria votação realizada pela Câmara, estão eivadas de vícios e irregularidades, as quais serão devidamente combatidas nos foros competentes. Reiteramos nosso compromisso com a legalidade e com a defesa intransigente dos interesses da população de Barão de Melgaço.

Importa ressaltar o reconhecimento do trabalho realizado pela atual gestão, como comprova a aprovação unânime de nossas contas pelo Tribunal de Contas, acompanhada de parecer favorável do Ministério Público de Contas e elogios expressos pelo Conselheiro Antônio Joaquim à nossa administração. Esses fatos não apenas atestam a legalidade e a eficiência de nossa gestão, mas também reforçam nosso compromisso com a continuidade do trabalho em prol do desenvolvimento e bem-estar da nossa comunidade.

Diante dos fatos expostos, reafirmamos nossa determinação em prosseguir com a agenda de trabalho e projetos destinados ao progresso de Barão de Melgaço, assegurando que quaisquer atos ilegais ou arbitrariedades cometidas contra a administração pública serão enfrentadas com a serenidade e a firmeza que a situação exige

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image