24 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

ESPORTE Terça-feira, 08 de Outubro de 2019, 13:44 - A | A

Terça-feira, 08 de Outubro de 2019, 13h:44 - A | A

COT DO PARI FORA DOS PLANOS

Governador diz que Cuiabá não tem times para tantos estádios

PNB Online

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), disse que não está nos seus planos a conclusão das obras do Centro Oficial de Treinamento (COT) da Barra do Pari, em Várzea Grande, que teve orçamento inicial de R$ 25 milhões, mas que hoje chega aos R$ 31 mi para a conclusão. Mendes falou sobre o assunto durante visita técnica em obras tocadas pelo governo de Mato Grosso, entre elas o COT da Universidade Federal de Mato Grosso, que está praticamente concluído. 

 

 

“Primeiro temos que saber se aquela obra serve para alguma coisa. Nós já temos o Verdão (se referindo a Arena Pantanal), temos o COT da UFMT, temos o Dutrinha, nós temos muitos estádios dentro de Cuiabá e Várzea Grande. Então, temos que saber efetivamente qual vai ser a utilidade daquele espaço, terminar para depois abandonar não tem o menor sentido, não temos dinheiro para jogar fora. Até hoje ninguém me apresentou uma proposta clara ou uma alternativa viável para tornar aquilo um equipamento público que tenha funcionalidade, que sirva para alguma coisa. Mais um COT para quê? Para a Copa de 2100 ou 2200? Não dá. Cuiabá e Várzea Grande, na minha opinião e de muitos especialistas, não não precisa de mais um centro de treinamento para campeonatos, seja lá de que natureza for. Tanto, que nós fizemos a Copa de 2014 sem nenhum deles". 

 

O governador finalizou dizendo que é uma obra sem funcionalidade e que a Capital não tem times para tantos estádios. "Cuiabá não tem time e nem futebol para exigir tantos campos e palcos esportivos, quando o estado tem a necessidade de enfrentar tantas outras obras. Temos um hospital que está com obras há 35 anos pararas, outro há quase 10 anos. Portanto, temos que enfrentar essas prioridades, as quais acho que vão dar mais resultados para a população".  

 

Reprodução/ Internet

Cot Abandono

 

COT do Pari

 

Em uma área de cerca de 52 mil metros quadrados, o COT da Barra do Pari foi projetado para ter capacidade para três mil torcedores, com salas de imprensa, cabines de transmissão, vestiários, estacionamento, camarotes, lounge, sala de musculação, sala de fisioterapia, alojamentos, lavanderia, cozinha, refeitório e restaurante. Orçado em cerca de R$ 25 milhões inicialmente, o empreendimento estava previsto para ser concluído no prazo de 360 dias, a contar da assinatura da Ordem de Serviço. Contudo, não foi o que aconteceu. A obra não foi entregue para a Copa de 2014 e hoje encontra-se abandonado, com arquibancadas, estruturas metálicas, gramado e demais investimentos se deteriorando. 

 

 

Nota

 

pnbonline entrou em contado com a assessoria do Governo de Mato Grosso para saber se realmente as obras não serão retomadas, o que será feito com aquele espaço e, ainda, o que será feito com o que já foi investido no local. Segue a Nota:  

 

Com relação ao COT do Pari:

 

O governador Mauro Mendes informou à imprensa, durante visita às obras em Cuiabá, que não irá retormar nenhuma obra parada que não tenha sua funcionalidade definida, em decorrência do grande volume de obras paralisadas existentes no Estado, em contrapartida da situação financeira.

 

O COT do Pari somente terá sua obra retomada após a conclusão do estudo que é realizado pela equipe técnica da Sinfra. Nesse estudo é analisada a situação estrutural da obra, recurso investido e possibilidades para tornar o local útil a sociedade. 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image