29 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

GERAL Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2022, 08:44 - A | A

Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2022, 08h:44 - A | A

DESTAQUE

Primeira-dama de MT é homenageada no encontro das ouvidorias públicas do Brasil

Redação

Durante a programação da 7ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Ouvidorias de Defensorias Públicas do Brasil nesta terça-feira (29.11), realizada no auditório Clóves Vettorato no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, a primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, foi homenageada com o troféu ‘Eu Reconheço’, criado pela Ouvidoria da Defensoria Estadual, com a finalidade de materializar os elogios recebidos por meio do sistema Denfezap.

De acordo com o ouvidor-geral Cristiano Nogueira Peres Preza, a entrega da homenagem à primeira-dama do Estado é pela atitude que ela teve durante o período de pandemia, quando atendeu o chamado da população que precisava da doação de alimentos.

“No período mais crítico da pandemia, quando pessoas estavam perdendo empregos e passando por situação crítica de falta de alimentos, dona Virginia não mediu esforços. Ela também passava por um momento delicado na família, com a mãe na UTI e que, infelizmente, depois veio a falecer. Enquanto muitos estavam dentro de casa, a primeira-dama vestiu a camiseta azul e foi para linha de frente conosco”, ressaltou.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Segundo Preza, a iniciativa da primeira-dama em criar um plano de atendimento com o projeto ‘Vem Ser Solidário’, que depois passou a ser chamado de ‘Ser Família Emergencial’, foi fundamental para colocar em prática as ações de combate a fome.

“Nós conseguimos levar um pouco mais de conforto à população carente que naquele momento passava por alguma situação de vulnerabilidade, e a primeira-dama esteve conosco a todo momento”, contou.

O ouvidor-geral lembrou a preocupação do Governo do Estado com a segurança alimentar, e ressaltou o papel desempenhado por Virgínia Mendes. “As ações continuadas do Estado em prol segurança alimentar têm garantido que a fome seja combatida. Mesmo após o ápice da pandemia, os projetos sociais são prioridade, a atenção da nossa primeira-dama é fundamental”, destacou.

“Essa homenagem é o reconhecimento dos povos indígenas, ribeirinhos, dos catadores de material reciclável, dos quilombolas. A senhora é mãe de todas as entidades da sociedade civil. Gratidão por cuidar do povo mato-grossense”, agradeceu Cristiano Preza.

Desde o início da pandemia já foram entregues 1.121.432 cestas básicas de alimentos e kits de produtos de higiene e de limpeza; foram doados  40 mil filtros de barro à famílias carentes; 516 mil cobertores; e ainda foram adquiridas 2 mil bengalas e regletes (instrumentos para escrita Braille), investimento de R$ 123 milhões.

“Eu não esperava essa homenagem tão linda. Na pandemia tentamos ajudar todas as entidades e pessoas que nos procuravam, contamos com ajuda de voluntários e entidades, e a Ouvidoria da Defensoria foi muito importante. Nós conseguimos matar a fome, ou pelo menos não deixar que a população padecesse com as tantas dificuldades daquele momento tão difícil, com perdas de familiares e amigos. Dedico a todos os guerreiros essa honraria”, agradeceu a primeira-dama de MT.

Virginia aproveitou para fazer uma declaração aos representantes indígenas. “Como já me deram uma alma indígena e me sinto um deles, quero dizer o quanto eu amo todos vocês”, declarou Virginia Mendes.

O troféu ‘Eu Reconheço’ foi destaque no 17ª Innovare como iniciativa que valoriza e identifica as melhores práticas da justiça brasileira.

Além do ouvidor da DPMT, Cristiano Preza, marcaram presença no encontro as ouvidoras Norma Barbosa (Defensoria do Pará), Soleane Manchineri (Acre), Patrícia de Almeida (Distrito Federal), Maria Caovilla (Santa Catarina), Sirlene Assis (Bahia), Fabiola de Jesus (Maranhão), Valdirene de Oliveira (Rondônia), Karollyne Nascimento (Paraná), e o ouvidor Guilherme Pimentel (Rio de Janeiro), o presidente da Metamat, Juliano Jorge, o superintende de Assuntos Indígenas Agnaldo Santos, a segunda subdefensora-geral Maria Cecília Alves da Cunha, representantes de comunidades Quilombolas e Indígenas.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image