13 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

GERAL Sexta-feira, 25 de Outubro de 2019, 15:28 - A | A

Sexta-feira, 25 de Outubro de 2019, 15h:28 - A | A

JUÍNA

Vândalos invadem escola pública e quebram tudo e aterrorizam alunos

REPÓRTER MT

A Escola Municipal Álvares de Azevedo localizada no distrito de Terra Roxa, em Juína (733 km de Cuiabá) foi depredada no último domingo (20) e deixou cerca de 180 alunos sem aulas durante toda essa semana.

O vandalismo na unidade causou pânico na comunidade local e nos funcionários que, na manhã de segunda-feira (21), se depararam com as salas de informática, a cozinha e toda a merenda violada.

Ao , a secretária municipal de Educação, Vera Lúcia Granja, afirmou que o caso é o primeiro de um grau superior de violência que afetou moralmente a região.

“Quebraram computadores, jogaram a merenda fora, picharam, as portas, enfim danificaram todo o patrimônio, além de vazarem os extintores. Ou seja manifestações de violência”, disse a secretária de Educação de Juína.

“Quebraram computadores, jogaram a merenda fora, picharam as portas, enfim danificaram todo o patrimônio, além de vazarem os extintores. Ou seja, manifestações de violência”, disse.

Segundo ela, o ambiente naquela região é pacífico e não havia motivos para que a escola fosse vandalizada. Por isso, a atitude deixa a suspeita de que o crime tenha sido cometido por frequentadores de uma festa tradicional que aconteceu nas proximidades.

Vera alega que pelo fato de a comunidade ser “ordeira” a prefeitura nunca solicitou a compra de eletrônicos como, por exemplo, câmeras de segurança.

Na Escola Álvares de Azevedo estudam alunos do 1° ao 9° ano e do ensino médio, em razão de uma parceria firmada com o Governo do Estado.

Após registrar boletim de ocorrência, a Polícia Civil coletou amostras e impressões digitais que deverão subsidiar a abertura de um inquérito para resultar na punição dos infratores.

Medida emergencial

Como medida emergencial, a Secretaria de Educação providenciou uma nova compra de merenda. Por causa disso, as aulas tiveram que ser suspensas durante toda a semana. Uma equipe da Pasta ainda teria reformado a escola e recebeu apoio da própria comunidade de Terra Roxa.

A previsão é que as aulas retornem no período normal somente na próxima semana. 

Em relação à segurança local, a Prefeitura Municipal pretende viabilizar a contratação de uma empresa que ficará responsável pela colocação de alarmes e câmeras de segurança na unidade.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image