17 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLICIA Sexta-feira, 04 de Outubro de 2019, 13:01 - A | A

Sexta-feira, 04 de Outubro de 2019, 13h:01 - A | A

CASO MARCELO FERRAZ

Namorada desmente versão de assassino de jornalista em depoimento à polícia

Circuito MT

A Polícia Civil localizou, nesta quinta-feira (3), em Cuiabá-MT, a namorada de John Lennon da Silva, 21 anos, assassino confesso do jornalista Marcelo Ferraz. A mulher, que foi apontada pelo companheiro como pivô do crime, desmentiu parcialmente a versão dada pelo suspeito e disse que não manteve relações sexuais com a vítima, como havia sido relatado pelo jovem na última quarta-feira (3).

 



 

Em depoimento ao delegado Fausto Freitas, responsável pelo inquérito, B.B.V. desmentiu parcialmente a versão dada pelo suspeito, confirmando que, de fato tinha um relacionamento com John Lennon, e que no dia do fato estava com o rapaz e mais outro usuário de drogas próximos da avenida Rubens de Mendonça.

Em um dado momento, John saiu do local e retornou momentos depois com a vítima. Em seguida, o grupo se deslocou até o terreno baldio, onde o jornalista foi encontrado morto. No local do crime, a mulher se desentendeu do grupo e saiu, permanecendo no terreno o suspeito e a vítima.

John Lennon disse em depoimento  que matou o jornalista porque encontrou a namorada  mantendo relação sexual com a vítima, o que contraria a versão apresentada pela testemunha.

 



 

A mulher afirma que após sair do terreno baldio foi para uma casa na região, local utilizado por outros usuários de droga. Ela relata ainda que estava há dias sem comer e dormir e que o suspeito disse antes à ela que tentaria conseguir dinheiro com a vítima para comprar drogas.

Depois de aproximadamente 20 minutos, John Lennon apareceu na casa dizendo que estava arrependido de algo que cometeu, sem citar o que ocorreu. Ele e a mulher discutiram por causa de drogas e o rapaz disse que sairia para conseguir entorpecente, retornando depois com droga. Voltaram a discutir, porque na casa tinha outras pessoas e John Lennon teria ficado enciumado, mostrando uma faca para B.B.V, que amedrontada, saiu do local e não voltou mais a ver o suspeito.

Os policiais continuam realizando outras diligências para reforçar as provas do caso.

A vítima

Marcelo Ferraz estava desaparecido desde a noite do último sábado (28), quando informou a familiares que iria sair para beber cerveja com os amigos na Praça da Mandioca, região central da Capital.

Segundo informações da Polícia Militar, o corpo foi encontrado por um morador de rua da região na segunda-feira (30).

Os militares se deslocaram até a área e constataram o fato. O local foi isolado para que as equipes da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e da Polícia Civil pudessem realizar os primeiros trabalhos de apuração.

Exames periciais comprovaram que a vítima morreu em decorrência de um traumatismo craniano. O corpo de Marcelo apresentava diversas marcas de violência.

A vítima era jornalista e já tinha atuado em diversos veículos de imprensa como o Diário de Cuiabá e Folha do Estado, além do portal de notícias G1.

Ele também era formado em Direito e tinha como paixão a literatura. Ele é o autor de obras como o “Assassinato na Casa de Barão”, “Escritor no Divã” e a “Sétima Dimensão da Morte”.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image