28 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

SAÚDE Terça-feira, 13 de Dezembro de 2022, 09:56 - A | A

Terça-feira, 13 de Dezembro de 2022, 09h:56 - A | A

LEVANTAMENTO

Cartórios registram 12% mais óbitos em Mato Grosso do que o patamar anterior à pandemia

Levantamento aponta que em 2022 aumentaram as mortes por doenças respiratórias e do coração

Redação

Passados os primeiros 10 meses deste ano, marcado pelo maior controle da pandemia de Covid-19 e aumento da vacinação, o número de óbitos em Mato Grosso ainda não retornou ao patamar anterior à crise sanitária no país.

Levantamento inédito junto aos Cartórios de Registro do Estado aponta que o número de mortes em 2022 é 12% maior que o computado em 2019, e cinco vezes maior que o crescimento anual médio de óbitos registrado no estado antes da doença causada pelo novo coronavírus.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Os dados constam no Portal de Transparência do Registro Civil, administrado pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos 7.658 Cartórios de Registro Civil presentes em todos os 5.570 municípios brasileiros, e cruzados com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que utilizam como base os dados dos próprios cartórios brasileiros.

Em números absolutos foram registrados entre janeiro e outubro de 2022, 16.849 óbitos, número 12,5% maior que os 14.970 ocorridos nos 10 primeiros meses de 2019, antes da chegada da Covid-19.

Na comparação com os números dos anos onde a pandemia esteve no auge no país, verifica-se uma redução de 27% em relação ao ano passado, que totalizou 23.109 mortes, e diminuição de 4,8% em 2020, que computou um total de 17.707 óbitos.
O ainda alto número de óbitos em 2022 chama mais atenção quando comparado em relação à média da evolução de mortes ano a ano no estado, que variou, em média, 2,4% entre 2010 e 2019.

Durante este período, a maior variação no número de óbitos tinha ocorrido em 2014, quando registrou crescimento de 4,8%. Com exceção aos anos de 2020 e 2021, auge da pandemia, quando os óbitos cresceram 18,2% e 30,5% de um ano para o outro, o ainda alto número de mortes em território estadual sugere que ainda podem haver fatores impactantes relacionados à doença.

Sequelas da Covid

Com o aumento da vacinação e o maior controle da pandemia, a Covid-19 deixou de liderar o ranking de mortes por doenças em Mato Grosso, apresentando queda de 87% entre janeiro e outubro de 2022 em relação ao ano passado. Em 2021, no período analisado, foram registradas 8.158 mortes causadas pelo novo coronavírus frente a 1.061 neste ano. No entanto, outras doenças, algumas delas relacionadas a sequelas da doença passaram a registrar crescimento diferenciado no estado.

“A pandemia e as mudanças climáticas também interferem muito nesse índice, já que ainda existem pessoas que não se vacinaram contra a doença”, explica a presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Mato Grosso (Anoreg-MT), Velenice Dias. “No inverno o aumento de casos dessas doenças se intensifica, já na primavera há um aumento da incidência de ácaros e bactérias no ar, principalmente por conta do pólen das flores, o que piora o quadro das alergias respiratórias”, completou.

Um número que chama atenção no levantamento diz respeito ao número de mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Entre 2019 e 2022, houve um salto de 295% nos registros de óbitos por esta doença respiratória.

Em números absolutos, foram contabilizadas 83 mortes por SRAG nos 10 primeiros meses deste ano frente a 21 registros para o mesmo período de 2019
Outro exemplo é o aumento no número de óbitos por pneumonia, que passaram de 1.445 entre janeiro e outubro de 2021 para 1.969 no mesmo período deste ano, um aumento de 36%. Em 2020, foram 1.116 mortes pela doença nos 10 primeiros meses do ano, enquanto 2019 registrou 993 óbitos causados por pneumonia.

O número de mortes pela doença também apresentou aumento de 98% entre janeiro e outubro deste ano em comparação ao mesmo período de 2019, quando ainda não havia pandemia.
Outra doença que apresentou crescimento em 2022 foram as mortes por septicemia, que registraram aumento de 126% de janeiro a outubro de 2022 em relação ao mesmo período de 2019.

Neste ano foram computadas 1.698 mortes causadas pela infecção generalizada grave do organismo, enquanto em 2019 foram 751 óbitos no mesmo período. Já nos anos auge da pandemia, 2021 e 2020, foram catalogados 1.398 e 964 óbitos por este tipo de doença, o que representa um aumento em 2022 de 21,4% em relação a 2021 e de 76% em relação a 2020.

Outro dado observado pelos números de óbitos registrados pelos cartórios do Mato Grosso está relacionado ao crescimento de mortes por doenças do coração. Entre janeiro e outubro deste ano, na comparação com o mesmo período de 2019, cresceram as mortes por Causas Cardiovasculares Inespecíficas (200%), AVC (73%) e Infarto (99%).

Sobre a Anoreg-MT

A Associação dos Notários e Registradores do Estado de Mato Grosso (ANOREG/MT) congrega os 243 Cartórios distribuídos em todos os municípios do Estado. A entidade reúne cartórios de cinco especialidades: Registro Civil das Pessoas Naturais, Registro de Títulos e Documentos e Pessoas Jurídicas, Tabelionato de Notas, Tabelionato de Protesto e Registro de Imóveis. As principais funções relacionadas aos Cartórios extrajudiciais são a garantia de fé pública, autenticidade, publicidade, segurança e eficácia a todos os atos jurídicos pessoais, patrimoniais e negociais da população brasileira, contribuindo para prevenir litígios e desburocratizar os serviços ao cidadão.

Assessoria de Imprensa da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Mato Grosso (Anoreg-MT)
Assessores de Comunicação: Thaylla Lopes e Alexandre Lacerda
Tel: (65) 99678-2452 / (11) 99614-8254
E-mail: [email protected]; [email protected]
URL: www.anoregmt.org.br

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image