27 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

SAÚDE Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2022, 09:34 - A | A

Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2022, 09h:34 - A | A

ORIENTAÇÃO

Secretaria Municipal de Saúde recomenda intensificação de cuidados básicos para reduzir a transmissão de Covid

Redação

Mais uma vez Cuiabá, como todo o resto do país, tem visto um crescimento no número de infectados pelo coronavírus. No momento, a capital segue em nível moderado de incidência de Covid-19. Apesar disso, felizmente a situação atual é bem diferente se comparada aos dois últimos anos em relação à letalidade da doença.

Analisando os números desde 1º de janeiro de 2020 até 13 de dezembro de 2022, verifica-se que Cuiabá teve 147.240 casos confirmados e 3.724 óbitos. Se forem considerados os números do mesmo período em 2022, pode-se perceber uma queda abrupta, tanto no número de casos e principalmente nos óbitos: entre 01/01/2022 até 13/12/2022 a capital teve 31.387 casos confirmados e 153 óbitos.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Isso significa que, dos 3.724 óbitos ocorridos por Covid no município, 3.571 aconteceram nos anos de 2020 e 2021. O número de mortes causadas por Covid começou a diminuir depois de a população receber as duas doses de vacina inicialmente preconizadas pelo Ministério da Saúde para completar o esquema vacinal. A vacinação em Cuiabá começou em janeiro de 2021 e atualmente mais de 93% da população acima de 18 anos na capital tomaram pelo menos 2 doses.

Segundo a secretária adjunta de Atenção Primária, Flavia Guimarães, que fez mestrado na área de epidemiologia e atualmente faz doutorado no mesmo âmbito, a Covid-19 é uma doença com a qual a população mundial vai precisar aprender a conviver.

“Quando a doença surgiu, no final de 2019 na China e depois se espalhou pelo resto do mundo em 2020, muito pouco se sabia sobre o vírus e, por não termos imunidade contra ele, milhares de óbitos ocorreram, infelizmente. Durante estes três anos, a comunidade científica se desdobrou devido à letalidade da doença e conseguiu fabricar vacinas para combatê-la em um curto espaço de tempo. Aprendemos muito sobre a Covid neste período, inclusive que a vacina não evita o contágio, mas ela impede que a doença se agrave, na maior parte dos casos. Foi graças à vacina que hoje, mesmo passando por uma nova alta nos casos, o número de óbitos decorridos de complicações da Covid é baixo”, explicou.

Em relação ao retorno do uso de máscaras, Flavia acredita que ela deve ser priorizada em locais fechados, com pouco ventilação, pessoas com comorbidades, gestantes, não vacinados e obrigatório apenas para os sintomáticos respiratórios. “A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, está fazendo o monitoramento constante dos casos de Covid em Cuiabá. Foi constatado sim um aumento substancial no número de infectados, mas nada comparado aos momentos mais críticos da pandemia. E como já disse, essa é mais uma doença com a qual teremos que conviver, da mesma forma que convivemos com a Influenza, por exemplo. Por isso, na minha concepção, a máscara deve ser usada por pessoas que estejam com sintomas e por aquelas que queiram usar para se proteger. Não vejo necessidade de voltarmos com a obrigatoriedade do uso de máscara, porque agora a Covid fará parte do nosso cotidiano. A nossa recomendação é que a população intensifique os cuidados básicos, como realizar lavagem frequente das mãos, preferencialmente com água e sabão ou álcool 70%, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença, cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e higienizar as mãos em seguida, manter o esquema vacinal atualizado, entre outros cuidados já conhecidos por todos”, concluiu a secretária adjunta.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image