24 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

VARIEDADES Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2023, 16:15 - A | A

Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2023, 16h:15 - A | A

"NEYMAR EM ALTO MAR"

Empresária acompanhada do filho critica ‘ambiente impróprio"

DA ISTOÉ

A empresária de moda Vannini usou os stories do Instagram para reclamar da experiência que teve ao lado do filho adolescente no cruzeiro temático do jogador de futebol Neymar Jr, chamado de “Ney em Alto Mar”. Ela afirmou que o “ambiente é impróprio para menores” e ainda se queixou da ausência do atleta.

 

Resumo:

 

Empresária critica condições do cruzeiro “Ney em Alto Mar”;

 

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

 

Além disso, afirmou que o ambiente não é para menores de idade e que isso deveria ter sido especificado;

 

Após o desabafo nas redes sociais, ela foi criticada por internautas  afirmando que estaria julgando os outros tripulantes.“Tudo é em volta dele. Meu filho não come, não dorme, não faz nada em função desse tal de Neymar. Em um evento como esse, ele pelo menos deveria ter marcado uma sessão de autógrafos, dado boas-vindas para as crianças. O cara não aparece – só apareceu ontem, no camarote da balada. Nem aí para as crianças, ele está fazendo a festa dele”, desabafou.

 

Depois, ela criticou algumas cenas que teria presenciado. “Se era para fazer um evento como esse, deveria ser censurada a entrada das crianças com de 14 ou 16 anos. O que acontece na piscina à noite, não é coisa para criança. Tudo acontece na piscina, e isso não é ambiente para criança”, completou.

 

Além disso, a empresária reclamou das condições na embarcação. “Não é um cruzeiro barato. Eu estou comendo pão com manteiga e café com leite. Pessoas que já fizeram cruzeiro disseram que a qualidade da comida é diferente. Nesse, a reclamação é geral. Até para quem está na área VIP”, afirmou.

 

Após os desabafos, Vannini foi alvo de críticas nas redes sociais, com internautas dizendo que ela estaria julgando os outros tripulantes. A empresária respondeu: “Não sou preconceituosa. Cada um faz o que quiser, sem julgamentos. Só acho que isso não é ambiente para menores, embora eles saibam de tudo. Sim! Eles sabem”.

 

“Deveria ter sido estabelecido limite de idade para a venda das cabines, tipo hotel adults only (somente adultos) ou, pelo menos, barrar a entrada de crianças no ambiente do navio em que rolava a festa com ‘tudo liberado’. O problema é que não tem uma área no navio em que estejamos livres disso”, completou.

 

Na tarde de quinta-feira, 28, a empresária voltou a usar os stories do Instagram, mas dessa vez foi para dizer que ocorreram mudanças após o seu desabafo. “Conseguimos, depois de muito reclamar, que o Neymar fizesse uma sessão de fotos com as crianças. Era isso que nós queríamos. Valeu a pena botar a boca no trombone”, finalizou.

 

 

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image