29 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

CIDADES Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2022, 07:56 - A | A

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2022, 07h:56 - A | A

HUMANIZAÇÃO

Moradores das residências terapêuticas são apadrinhados por voluntários e recebem presentes em festa de Natal

Redação

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e da Coordenadoria Técnica de Saúde Mental, investe na construção de um novo olhar sobre a doença mental. Trata-se de um cuidado diferenciado, que ultrapassa as barreiras impostas pelo estigma social, trabalhando na construção de um laço social possível e humanizado. Assim, mantêm com recursos próprios, o Serviço de Residências Terapêuticas, com seis unidades em funcionamento. Não são precisamente serviços de saúde, mas espaços de morar, de viver, articulados à Rede de Atenção Psicossocial do Município. E nessa época, todos os anos eles ganham programação especial de Natal e têm desejos atendidos por voluntários da SMS.

Essas moradias abrigam 57 pessoas com transtornos mentais, com idades que variam entre 29 e 88 anos, que passaram por longos períodos de internações psiquiátricas, que perderam vínculos sociofamiliares, ou que possuem famílias, mas o convívio se mostrou conflituoso ou inviável, em virtude, por exemplo, do envelhecimento dos pais ou de incompatibilidades pessoais relacionadas à doença. Portanto, com a necessidade de um espaço alternativo para moradia.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Em termos de história, há entre os moradores uma mulher lendária, conhecida como Maria da Praça. Tem essa referência no nome por ter vivido muito tempo pelas ruas de Cuiabá. Em idade avançada, estima-se mais de 80 anos, ela já não fala mais e reside há mais de 15 anos nas residências e nunca soube a origem de algum familiar.

Na rotina, eles recebem seis refeições diárias balanceadas, medicação e praticam atividades de caminhadas, lazer e recreação. Para oferecer esse atendimento, o Serviço de Residência Terapêutica conta com equipes compostas por cuidadores e técnicos de enfermagem em sistema de plantões, por residências, no manejo diário e noturno. Conta ainda, com uma gerente e equipe técnica de suporte com nutricionista, assistente social, profissional de educação física e uma enfermeira responsável técnica, que fazem a condução e supervisão dos serviços oferecidos, administrando as demandas e o cuidado integral dos moradores.

“São inegáveis os resultados, precisaríamos de inúmeras páginas para descrever minúcias e histórias que povoam o cotidiano dos usuários desse serviço. Como a alegria de desfrutar de pequenas conquistas, enfim, ter um quarto privativo, os pertences à mão, uma cozinha para o ansiado café preto, uma alimentação adequada a sua condição de saúde, a possibilidade de escolher com quem dividir o espaço, escolher a hora do banho e de levantar da cama, escutar músicas, dançar, entre outras coisas”, observou a coordenadora técnica de Saúde Mental da SMS, Darci Bezerra.

Todos os anos, com a proximidade do Natal, a equipe de saúde mental organiza uma programação especial para os moradores e atende o desejo deles, que manifestam a vontade de comer pratos típicos natalinos na ceia e ganhar presentes de Natal. Os pedidos são mais singelos e condizem com as circunstâncias e limitações mentais que enfrentam, mas que para eles representam muito. “Há aqueles que pedem um rádio com alto falante, roupa nova como vestido florido e calção novo, perfume e esmalte, boneca e chupeta, batom, entre outros. Nesse caso, entram em cena padrinhos e madrinhas voluntários/as, que são os próprios servidores da Secretaria Municipal de Saúde, que, imbuídos em um sentimento natalino e solidário, realizam com muito carinho, os sonhos dessas pessoas. E eles, por sua vez, entendem que é a família que eles têm”, pontuou a coordenadora.

Este ano a programação festiva foi realizada no dia 20, na Associação dos Sargentos, Subtenentes da Polícia Militar e Bombeiros Militares de Mato Grosso (ASSOADE), com a presença dos moradores das Residências Terapêuticas e equipes da Coordenadoria técnica de Saúde Mental, vinculados à SMS.

A secretária de Saúde de Cuiabá, Suelen Alliend, prestigiou o evento e relatou emocionada o que pode observar. “Eles vivem em situação de dependência total do poder público municipal. A referência de vínculos que têm é dos seus cuidadores, pessoas vinculadas à SMS, que zelam e se preocupam com eles. Não tem como não se emocionar compactuando com tudo isso aqui e ver essa troca de afeto e carinho. É uma oportunidade de muito aprendizado para nós, de vermos a vida com mais leveza e simplicidade, pois o amor não tem barreiras. Meu reconhecimento a todos os envolvidos nesse trabalho de dedicação”, relatou a secretária.

DIRETRIZES

O Serviço de Residências Terapêuticas segue as diretrizes da Política Nacional de Saúde Mental. Entre elas, a sistemática de funcionamento que é conduzida com zelo e responsabilidade. Dessa forma, os moradores podem receber visitas de familiares, igrejas, pastorais ou mesmo do Ministério Público e até eventuais doações, porém é necessário solicitar a autorização à Secretaria Municipal de Saúde, sob acompanhamento da equipe da Coordenadoria Técnica de Saúde mental e Gerência dos Serviços, que são responsáveis pela gestão desse serviço em Cuiabá.

O custo mensal de cada uma das seis residências terapêuticas é de aproximadamente R$ 25 mil, com alimentação e medicação. Os recursos são exclusivos da Prefeitura de Cuiabá.

Ressalta-se que parte dos moradores (21 dos 57) recebem o benefício de R$ 500,00 do “Programa de Volta Pra Casa” do Ministério da Saúde, onde seu principal objetivo é contribuir para a promoção da autonomia e protagonismo de seus usuários no processo de reabilitação. São destinados para despesas pessoais ou algo que queiram comprar. No caso, o valor é administrado por uma assistente social responsável técnica do Programa, que presta contas da aplicação dos valores ao Conselho Municipal de Saúde.

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image