13 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLICIA Sexta-feira, 11 de Outubro de 2019, 12:59 - A | A

Sexta-feira, 11 de Outubro de 2019, 12h:59 - A | A

ENCONTRADO

Marido suspeito de assassinar enfermeira é preso em Sinop

Circuito MT

Foi preso na manhã desta sexta-feira (11), em Sinop (500 km de Cuiabá-MT), o homem suspeito de ser o mandante do assassinato da enfermeira Zuilda Rodrigues, 43 anos.  Ronaldo Rosa, de 32 anos, era marido da vítima e foi encontrado em um condomínio, localizado na saída do município. Ele negou as acusações e disse ser inocente

 

 

Além dele, o policial militar Marcos Vinícius Pereira Ricardi, de 26 anos, já havia sido detido por envolvimento na morte da mulher. O rapaz trabalhava como segurança do espetinho que o suspeito e a vítima tinham. Ele confessou que participou do crime e apontou Ronaldo como o mentor da execução.

Marcos contou que a enfermeira foi espancada até a morte e revelou, em depoimento, que segurou a mulher para que Ronaldo a agredisse. Após o brutal feminicídio, o corpo da enfermeira foi jogado próximo à tubulação de um bueiro, em uma região de difícil acesso, na zona rural da cidade.

Ronaldo estava foragido desde segunda-feira (8), dia em que o corpo da enfermeira foi encontrado. Conforme informações, o suspeito teria comprado um carro a vista, dias antes da localização do cadáver, para conseguir fugir.  

 



 

De acordo com o delegado Carlos Eduardo Muniz, responsável pelo caso, o local onde Ronaldo foi encontrado estava sendo monitorado por investigadores desde a noite de quinta-feira (10), mas que só comprovaram que o suspeito estava no imóvel na manhã de hoje.

Ele foi levado para a delegacia e ficou em silêncio durante o depoimento. No entanto, o delegado disse ter certeza de que Ronaldo foi o autor do assassinato. “Não há nenhuma dúvida da autoria do crime e durante o depoimento, ele ficou em silêncio, dando valor ao que foi dito pelo Marcos Vinícius”.

Segundo as investigações, o crime foi motivado por constantes discussões entre a vítima e o marido e também com o policial militar. “Ele disse que a ideia inicial era apenas dar um susto na vítima, simulando uma tentativa de roubo, porém, a situação saiu do controle e eles acabaram matando a vítima”.

Ronaldo Rosa e Marcos Vinícius vão responder pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver.            

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image