15 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLICIA Quinta-feira, 07 de Novembro de 2019, 14:42 - A | A

Quinta-feira, 07 de Novembro de 2019, 14h:42 - A | A

MANDADO CUMPRIDO

Servidora pública suspeita de participação em estupros de vulneráveis é presa e afastada do cargo

Olhar Direto

A servidora da Prefeitura de Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), Ingridi Keliany Gomes da Silva, de 23 anos, teve o mandado de prisão contra ela cumprido, no dia 24 de outubro, pela Polinter. Ela é acusada de participar de estupros de vulneráveis. Por conta dos fatos, a suspeita foi afastada do cargo.


 
A ordem de prisão contra a suspeita foi expedida pela 4ª Vara Criminal de Várzea Grande. Não há detalhes sobre o processo, que corre em segredo de Justiça. Ela seria a responsável por aliciar menores para que mantivessem relações sexuais com outra pessoa.
 
Conforme o apurado pela reportagem, os menores seriam aliciados para um empresário, que já foi preso após ser encontrado crianças em um motel. Na audiência de custódia, a servidora teve a prisão mantida.
 
A Prefeitura de Várzea Grande afirma que foi informada da prisão apenas no dia 29 de outubro, sendo que a afastou do cargo no mesmo dia. Ela trabalhava na Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Espote e Lazer, mas também prestava serviços para Secretaria de Comunicação, na gravação de vídeos.
 
Ainda conforme a prefeitura, o contrato dela foi rescindido. Caso sua inocência seja provada, ela deverá retornar ao cargo.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image