19 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍTICA Quarta-feira, 20 de Dezembro de 2023, 15:55 - A | A

Quarta-feira, 20 de Dezembro de 2023, 15h:55 - A | A

GESTÃO

Presidente celebra conquistas de 2023 na abertura de reunião ministerial

Encontro reúne líderes do governo e representantes de todos os ministérios para prestação de contas

Redação

Após um ano pautado na reconstrução de políticas e ações, titulares ou representantes de todos os ministérios e líderes de governo participam, nesta quarta-feira (20 de novembro), da última reunião ministerial do ano. O encontro em Brasília, no Palácio do Planalto, é pautado pelo balanço das ações de 2023, na intenção de identificar pontos fortes e áreas passíveis de aprimoramento.

Na abertura do evento, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma avaliação positiva do período. Segundo ele, a retomada das políticas sociais importantes, o resgate do prestígio do Brasil no exterior, os bons números da economia e a aprovação de leis importantes no Congresso abrem um horizonte promissor para 2024.

"Em janeiro de 2023, poucas pessoas no mundo acreditavam que a gente pudesse chegar no final do ano do jeito que estamos chegando. Estamos chegando numa situação muito boa, não é excepcional, porque sempre queremos mais, mas acho que chegamos numa situação excepcional se a gente levar em conta a realidade que nós pegamos nesse país", afirmou o presidente na fala que abriu o encontro.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Nos números gerais da economia, o Brasil termina o ano com crescimento estimado de 3%, de volta ao grupo das dez principais economias, segundo estimativa do Fundo Monetário Internacional, com inflação nos últimos 12 meses dentro da meta estipulada, saldo de quase 2 milhões de empregos formais no ano e um número recorde de brasileiros trabalhando com carteira assinada, segundo dados de outubro do Novo Caged.

Durante a reunião, a intenção é que os ministros compartilhem resultados e abordem temas prioritários para 2024, fortalecendo a equipe na condução de políticas públicas que façam o Brasil crescer economicamente.

"O que está acontecendo hoje é um pouco daquilo que foi plantado, aquilo que a gente dizia desde o começo. Para você ter uma boa governança, você precisa ter credibilidade, você precisa ter estabilidade política, estabilidade jurídica, estabilidade social, e você tem que ter uma coisa chamada previsibilidade. Ninguém quer enganar ninguém. A gente quer um país que dê tudo certo para todos", afirmou o presidente.

Lula ainda fez menção a um avanço do país no campo do agronegócio. O setor teve um ano marcante, com safra recorde de cereais, leguminosas e oleaginosas. As exportações fecharam o primeiro semestre com valor acumulado inédito de US$ 82,80 bilhões. No período, o Governo Federal conseguiu a abertura de 74 novos mercados para os produtos agropecuários brasileiros nas Américas, Ásia, África, Oceania e Europa. "Temos boas notícias para quem tinha dúvidas de nossa relação com o agro. Neste ano, mais de 70 novos mercados foram abertos para vender aquilo que a gente produz", reforçou o presidente. Entre os principais exemplos estão o algodão e pescados para o Egito, carnes para México, Singapura e China, insumos agrícolas e de origem animal para a África do Sul e Argentina, frutas e ovos para o Chile e bovinos vivos para a Rússia.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image