15 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍTICA Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 09:41 - A | A

Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 09h:41 - A | A

EVITAR PARALIZAÇÃO

Vereador Marcrean intermedia negociação entre garis e Locar para evitar greve

Redação

Líder do prefeito na Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador Marcrean Santos (MDB) assumiu a intermediação das negociações entre o Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Urbana, Limpeza Pública, Áreas Verdes (Sindilimpmt) e a empresa Locar para tentar evitar a paralisação geral dos garis. A categoria está com indicativo de greve aprovado desde o dia 05 de maio e ameaça parar a qualquer momento, em Cuiabá e Várzea Grande, caso a empresa não negocie.

“Trata-se de uma categoria de extrema importância para a nossa cidade, que trabalha duro e que precisa ter o mínimo necessário para atuar com dignidade. A pauta de reivindicação é justa e, por isso, o prefeito Emanuel Pinheiro determinou que eu fizesse a negociação entre sindicato e empresa, a fim de garantir os avanços necessários e evitar que os serviços sejam paralisados, o que seria um grande prejuízo para toda a sociedade”, enfatiza Marcrean.

Nesta quarta-feira (22), o vereador se reuniu com representantes do sindicato pela segunda vez e já pediu uma reunião com os representantes da Locar.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Na pauta de negociação, aprovada pelos trabalhadores, estão reivindicações sobre reajuste salarial, que está defasado há 5 anos, pagamento de insalubridade, reajuste no vale alimentação, implementação do vale refeição e melhorias no trabalho.
Presidente do Sindilimp/MT, Wenderson Alves de Freitas afirma que a primeira pauta apresentada pela categoria era de um piso de R$ 1.900,00. A empresa enviou uma contraproposta com reajuste de 6%, o que elevaria o salário dos atuais R$ 1.423,00 para R$ 1,509,00. A categoria já rejeitou mas, em contrapartida, propôs um piso de R$ 1.750,00, mais 40% de insalubridade.

Na pauta também é cobrado o cumprimento da jornada de trabalho de 8 horas por dia, de segunda-feira à sexta-feira. O presidente do sindicato reforça que têm equipes trabalhando até 14 horas por dia.

“Além do pagamento de insalubridade, queremos a garantia de um trabalho mais digno. A carga horária do trabalhador é de 7h20, com uma hora de intervalo para o almoço. A partir do momento que ele concluiu sua rota, se bater o ponto pode tomar advertência e até ser demitido. Eles querem que o trabalhador assuma outra rota, mas os veículos estão sucateados”, enfatiza Wenderson.

Entre as reivindicações, ainda estão a implantação do vale refeição de R$ 480,00, vale gás e benefício social da família de R$ 100,00. Por fim, pedem a manutenção do ticket alimentação de R$ 840,00, auxílio creche e a melhoria na qualidade do café da manhã e da tarde.

Marcrean reforça que o salário precisa ser melhorado, diante do trabalho que a categoria desenvolve. “Trata-se de uma questão de dignidade. Eles trabalham sob o forte sol e sob chuva. Um trabalho duro, de extrema importância. Chega a ser revoltante o salário que recebem”.

Confira os principais tópicos da pauta de negociações aprovada pela categoria dos trabalhadores da limpeza urbana.
- Piso salarial entre R$ 1.750,00 + 40 % de insalubridade.
- Jornada de trabalho de 8hrs dia, segunda à sexta-feira (40 hrs semanal)
- Ticket alimentação de R$ 840,00
- Vale refeição de R$ 480,00 (IMPLANTAR)
- Vale gás (IMPLANTAR)
- Benefício social da família de R$ 100,00
- Auxílio creche
- Melhorar qualidade do café da manhã e lanche da tarde
- Implantação do piso nacional da limpeza urbana de R$ 2.824,00 de imediato na convenção coletiva, após ser sancionado pelo presidente da República.
- Garis( coletores) por caminhões compactadores de lixo

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image