26 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

GERAL Segunda-feira, 07 de Novembro de 2022, 09:43 - A | A

Segunda-feira, 07 de Novembro de 2022, 09h:43 - A | A

IDEOLOGIAS DIFERENTES

Pastor fala sobre as divergências políticas na família: “Há enfraquecimento no vínculo”

Redação

A polarização política, nos últimos meses, levou muitas pessoas a um afastamento sem precedentes. Discussões acaloradas, troca de ofensas e muitas brigas vêm acontecendo dentro das famílias brasileiras. Esses conflitos se intensificaram por conta do segundo turno da eleição presidencial. Com famílias em pé de guerra, devido às suas posições políticas, há casos extremos onde as pessoas estão cortando totalmente as relações. Para o pastor Marcos Davis, essas brigas geram sofrimento psíquico. 

O líder espiritual tem recebido muitas solicitações de apoio emocional decorrente das eleições. Ele explica que o apoio familiar é essencial. “O suporte social é um dos principais escudos que temos contra transtornos mentais. Quanto maior for o seu vínculo com familiares e amigos, mais protegido você estará contra o aparecimento de transtornos mentais”, coloca Davis. 

“A gente vê um crescimento do sentimento de desamparo e de solidão, de enfraquecimento no vínculo. É claro que isso vai gerar um aumento do sintoma físico, psicossomático e emocional. E esse cenário é ainda mais impactante para os jovens, por ser um momento da vida de formação da cidadania e participação social mais ampla. Pessoas dessa faixa etária têm as emoções naturalmente mais afloradas, então ficam muito angustiados, porque querem se posicionar”, ressalta o pastor. 

Como resolver? 

Segundo levantamento do Twitter Search, as menções sobre brigas políticas aumentaram exponencialmente em setembro de 2022, principalmente em grupos de parentes no WhatsApp. Para Marcos Davis, apesar dos conflitos existirem, é preciso saber lidar com eles e entender como debater. “Quando se trata de família, temos que levar em conta os diversos fatores sentimentais. Quando a pessoa se opõe a sua opinião, isso gera uma revolta interna que vai além. As pessoas estão permitindo que as discussões políticas dividam famílias e façam amigos se tornarem inimigos”, explica. 

O líder espiritual ainda coloca que a diversidade entre as pessoas são inevitáveis, mas podem chegar a ser saudáveis. “Hoje, a tolerância à frustração diminuiu bruscamente. Basta um clique para bloquear qualquer informação divergente da nossa. Assim, criamos uma bolha digital isolada. Mas a vida presencial, não funciona desta maneira. Os conflitos são importantes transformadores, necessários para colocar a vida social em movimento”, defende. 

Lide com opiniões diferentes 

Davis ainda coloca que ouvir opiniões diferentes também é importante para a construção crítica e política. “A questão é encontrar um equilíbrio, sem varrer os conflitos para baixo do tapete nem colocá-los no centro da mesa, e sim administrá-los das formas possíveis. Com o final da eleição, chega a oportunidade de reverter esse imbróglio: o Natal. Muito além da celebração cristã, a festividade tem como propósito reunir e estreitar os laços”, finaliza.

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do A Notícia MT (anoticiamt.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site A Notícia MT (anoticiamt.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

image